Carregando...

Como mudar a cara do seu banheiro com pouco dinheiro

30/04/2013

Hoje a nossa seção "Eu que fiz" tem gostinho especial, pois é em dose dupla! Já tem um (bom) tempo que eu recebi esses dois projetos de lavabos lindos por e-mail. Aliás, já faz tanto tempo, que é bem capaz que os donos tenham até esquecido que dividiram comigo esses projetos! Mas eu não esqueço. Tava aqui, guardado com carinho, esperando o dia de dividí-los com vocês. Então, com vocês, dois lavabos lindos e com dois estilos bem diferentes. O primeiro recebeu guardanapos. O segundo, adesivos de azulejo. O que os dois têm em comum? Dois casais cheios de força de vontade, criatividade de sobra e, é claro, muito orgulho da cria depois de pronta! 

A Decoupage de guardanapos do Carlos e esposa 



Carlos, conta pra gente como essa lindeza foi feita? 

"Aqui vai o passo-a-passo detalhado:

Guardanapos: pacote com 20 unidades = R$ 10,00 (só na parede usamos 26 guardanapos e nas caixas mais alguns, então foi necessário 2 pacotes) - total R$ 20,00. Obs1: Esses guardanapos são de folha dupla, sendo somente a de cima colorida e a outra branca. Portanto a folha branca é descartada. Obs2: A aplicação do guardanapo é bastante difícil, já que, uma vez aplicado não pode ser removido, pois senão desmancha e estraga. Ou você remove tudo imediatamente e refaz o serviço ou deixa como está. Se você observar atentamente a minha parede, verá que bem no centro tem um que dobrou feio. Estou procurando uma alternativa para disfarçá-lo (pendurar um enfeite, sei lá...), mas minha esposa diz que decoupage é assim mesmo e dá até "um charme", mas não me convenceu.

Cola branca: compramos um tubo grande de 1 Kg no valor de aproximadamente R$ 10,00, mas usamos praticamente a metade, já que é preciso diluir em água (50%), senão fica muito grossa e torna-se difícil a aplicação.

Caixas de MDF: usamos dois tamanhos - quadradas 15cm x 15cm e retangular 15cm x 30cm (tamanhos aproximados), no valor de R$ 5,00 e R$ 7,00, respectivamente. Gasto total R$ 34,00. Obs1: As caixas, compradas em lojas de artesanato, vêm com tampa. Existem os nichos que são vazados em sem tampa (mais em conta), mas seria mais difícil sua fixação na parede. Além disso, as tampas não serão desperdiçadas e provavelmente virarão porta retratos, ou algo parecido. Obs2: As caixas, sem pintura, do modo que vêm da loja, possuem uma coloração "areia". Como pintamos o lavabo de creme, antes de começar a decoupage, pintamos da mesma cor da parede, para que não desse diferença na tonalidade. Depois o mesmo processo da parede: cola branca diluída em água, guardanapo e resina.    

Termolina leitosa: na verdade, usamos resina acrílica porque já tínhamos em casa, sobra de uma aplicação no piso do quintal. Mas uma amiga de minha esposa, que trabalha com artesanato, havia nos sugerido a aplicação de termolina leitosa para o acabamento final, pois, segundo ela, além de dar brilho, impede o desbotamento do guardanapo. Em pesquisa em um site que vende produtos para artesanato, vi um tubo com 500ml no valor de R$ 9,90, que acredito ser suficiente. Na pior das hipóteses, comprar mais um. A resina que utilizamos é um produto caro, que compramos em galão de 5 litros para aplicarmos no piso e custou R$ 85,00 mais ou menos. Só que esse galão rende muito, aplicamos no quintal de nosso apartamento (aprox. 30m2) e sobrou bastante. Na parede do lavabo que mede 1m de largura por uns 3m de altura, aplicamos duas demãos e ainda tem bastante. Se alguém tiver em casa por até aplicá-lo, mas não vale à pena comprá-lo só pra isso, pois pesquisando, só se encontra, no mínimo, embalagem com 3,5 litros. 

Fita adesiva dupla face: Para fixação das caixas na parede, utilizamos uma fita adesiva da 3M dupla face ( um rolo com 1,5m custa em torno de R$ 12,00). Como é um lavabo e existe o risco de se furar a parede e um cano junto, utilizamos a fita adesiva, até porque furar parede com pregos e parafusos não é legal e essa fita adesiva, apesar de ser carinha, fixa muito bem.           

Bom, acho que já fui explicando quanto gastei e como fazer tudo junto, né. Não sei se ficou confuso."

Confuso?! Quero é te dar um beijo estalado na bochecha! Com a devida autorização da esposa, claro. :)

E ele ainda dá o pulo do gato para a aplicação dos guardanapos: 

"Como a secagem da cola é rápida, na aplicação na parede, não é possível passar a cola no local todo ou em uma área grande para depois colocar os guardanapos. O ideal é aplicar somente no espaço destinado a um guardanapo (aproximadamente 33 cm). Um cuidado importante a ser tomado, no momento da aplicação do guardanapo é não deixar as mãos com cola, senão dificulta a fixação. Outro cuidado é após colocá-lo na parede: é preciso pressioná-lo com todo o cuidado, pois trata-se de um papel macio e movimentos bruscos podem rasgá-los. Utilizei um pano, fazendo um tipo de pompom, batendo suavemente para fixá-lo. Ao final da aplicação, deixar secar bem, se possível de um dia para o outro, para então aplicar a resina (não é preciso 24 horas. No caso, começamos à tardinha/noite e terminamos na manhã seguinte."

Tá entendido? Ô. Vou chamar o Carlos pra escrever meus passo-a-passos. Tá decidido. 


Os adesivos de azulejos da Mariana e do Fabrício


Mari, queremos saber: foi fácil fazer essa belezura?

"Quando vi esse projeto dos azulejos no seu blog, fiquei apaixonada! Chamei o Fabricio para ver, depois mostrei para a minha sogra, minha mãe... resumo da ópera: a gente nem tinha apê ainda, mas já sabia que ele teria azulejos coloridos!!! rs... Aí então achamos o apê e ele tinha (tem) um lavabo pequenininho que era (é) ideal para o projeto! Velhinho, precisando de uma "alegria"... Enquanto rolava a papelada e a mini mini mini reforminha que fizemos (a grana não dava para grandes mudanças, então foi só o indispensável mesmo), eu passava noites e finais de semana (ok, só os nublados) baixando as imagens na internet e editando para ficar no exótico tamanho 15 x 20 dos nossos azulejos. Detalhe: NO PAINT!!! Não sei usar Photoshop nem nenhuma dessas outras ferramentas de imagens, mas meu amigo Paintbrush nunca me deixa na mão. Ao todo, baixei e editei 105 imagens diferentes, colei uma do lado da outra e criei um arquivão que, de tão pesado, às vezes travava o meu computador, rs...
Mandei pra gráfica e pedi para imprimirem 2 cópias (210 adesivos) e já cortarem direitinho para mim, dica sua. :)
Eu e Fabricio passamos uma noite e a tarde seguinte colando os adesivos, super empolgados! Depois esperamos a vidraçaria instalar o espelhão que mandamos fazer e... voilá... ! Veja as fotinhos do resultado! Hoje o nosso lavabo é o cantinho preferido da casa, o que mostramos com mais orgulho pros amigos e família que vem conhecer nosso apê."


Adorei, Mari, adorei!!!! Mas me conta, porque já sei que os leitores vão perguntar: onde você imprimiu os azulejos? Quanto custou?

  • Gráfica: Alphagraphics da Barra (a de Botafogo não faz em adesivo vinil colorido, mas enviei o arquivo por e-mail para a da Barra e eles entregaram em casa, então não teve problema nenhum).
  • Valor: R$ 378,00 (lembrando que o arquivo era enorme, ao todo ficou com 1,05m x 3,0m, e eu pedi 2 cópias, já com o corte e a entrega. Então, se for uma parede só ou uma parede menor, ficaria bem mais barato - pelo menos metade do preço)
Hum. Entendi. Entendi, aprendi e amei! 

E você? Gostou? Então me diz... esses dois casais merecem ou não um abraço em forma de recadinho aqui nos comentários? :)


Resultado Concurso Democrart

27/04/2013



Demorei mas consegui! Ao todo, foram mais de 400 respostas, aqui e na nossa página no Facebook! Foi muito gostoso ler uma a uma e o que posso dizer é que todas foram muito, muito inspiradas e inspiradoras. Mas confesso que uma em especial ganhou meu coração, por ser curta, simples e, ao mesmo tempo, sensível e abrangente. Paula Lagoeiro, parabéns, o prêmio é seu! Pode escolher a sua arte! 

À todos que participaram, muito obrigada! Não quero ninguém triste, hein! Sempre que tiver algo especial para compartilhar, faremos outras brincadeiras deliciosas como essa. ♥




Esse é o resultado do concurso realizado em parceria com a Democrart. Veja o post do concurso aqui!

Aquilo que chama amor

24/04/2013

Taí uma coisa que eu nunca te contei...  o estúdio onde as oficinas lá do Decora são gravadas é um lugar que mora no meu coração. Trata-se de um prédio antigo no Rio Comprido, onde um dia funcionou uma fábrica. O negócio faliu, o dono fechou as portas e... o tempo parou. Escrivaninhas, cadeiras, vitrines, quadros, relógios, slides... está tudo lá. Meio que tudo encostado pro mesmo lado... mas lá.  Aos poucos, o espaço está sendo esvaziado e dando mais espaço a um grupo de artistas de grafite, que estão montando um belo coletivo por lá. A gente grava em um andar que está todo vazio, dedicado ao Decora. Mas confesso que, a cada pausa na gravação, adoro dar uma voltinha curiosa pelos andares, como se fosse uma criança bisbilhotando um museu que está fechado, sabe? O banheiro antigo de azulejo verde água, as mesas de refeitório, os relógios de ferro, parece uma verdadeira expedição com verdadeiros tesouros! E dias desses, num desses passeios, eis que me deparo com uma caixa de papelão muito empoeirada e nitidamente castigada pela ação do tempo. Na frente, estava escrito: "lâmpadas vermelhas baixa voltagem". Abri a caixa, dei uma olhada rápida e lá estavam elas, dezenas de lâmpadas bem escuras, arrumadinhas e embrulhadas como se tivessem saído da fábrica. "Coitadas, descartadas sem nunca terem sido usadas" - pensei.  Na mesma hora, fui falar com o Daniel, o responsável pelo prédio. "Eiii Daniel! E essas lâmpadas aqui? Posso levar?". Para minha alegria, a resposta foi positiva: "Leve, minha filha, estão esvaziando o espaço". "Leandro vai adorar isso." - pensei. :)

E lá vim eu pra casa, com a caixa de lâmpadas na mão e um sorriso largo no rosto. Se alguma delas acendesse, faria uma luminária para o Lê! As lâmpadas eram bem escuras, quase pretas. Mas, como na caixa estava escrito "Lâmpadas Vermelhas", resolvi pagar pra ver. Cheguei em casa ansiosa pra testar cada uma! A primeira, nada. A segunda e a terceira, também não. Assim como a quinta, a sexta e... acendeu!!! Depois de algumas tentativas, a lâmpada que era escura que só acendeu assim, com um filamento vermelho lindo de viver. 

Quando fui tirar a foto para registrar esse efeito que a lâmpada dá... cataploft. A primeira coisa que vi quando olhei essa foto foi "My Love", escrito no filamento. ♥ Que doideira... ah... amor! 





























E foi então que fiz uma luminária pro Lê assim, com o que tinha em casa e as lâmpadas! Sim, lâmpadaS, pois de umas trinta, oito acenderam! Deixei a maioria guardada com carinho e separei duas para esse projeto. Aproveitei uma grade de ferro que eu já tinha na parede e que servia de mural de fotos e enrolei essas duas gambiarras, que tinha comprado uma vez no Leroy pra um piquenique. Para dar uma graça, fiz um zigue-zague com o fio e... só. Lembrando que essa é a parede dele. Jurisdição masculina, curadoria também, ou seja: ele decora como quiser. Meti o bedelho e não, não pedi autorização. Mas, quer saber? Sabia que ele ia gostar. E não é que estava certa? :)






Moral da história. Você não precisa garimpar uma caixa com dezenas de lâmpadas antigas para fazer um xodó decorativo para o seu amor. Procura aí, vai... sei que você vai inventar alguma lindeza. Por uma vida com mais surpresinhas em casa para quem você quer bem. 


Concurso cultural: Parede cheia... de arte!

22/04/2013



Sim, pode comemorar que você leu certo! Concurso cultural! O que isso quer dizer? Que um mimo escolhido com carinho por mim pode ser seu! É sempre com imensa alegria que planejo um concurso / sorteio aqui pra você pois, como já contei, essa é a chance que tenho, de certa forma, de poder presentear vocês - ainda que seja um a um... :)

Quem me conhece só um pouquinho já sabe que eu gosto mesmo é de uma parede cheia... de vida, de cor, de história e, é claro, de arte.  No entanto, sabemos que comprar obras de arte pode ser uma brincadeira bem da cara, que chega a doer no bolso. E assim, seguimos a vida imprimindo os nossos quadrinhos em A4 na gráfica da esquina, não é mesmo? Pois dessa semana a sua parede monótona não passa! Eu e a Democrart vamos ter dar uma mãozinha para que você deixe a sua parede toda-toda. Pra quem não conhece, a Democrart é uma galeria online que surgiu com a ideia de democratizar a arte. A ideia era levar obras de qualidade a preços mais acessíveis e, assim, juntaram isso com um conceito bastante simples já usado pelo mercado de arte: o "Múltiplo" que nada mais é do que é uma obra de arte feita em série. Por ser parte de uma tiragem de obras idênticas, o múltiplo é mais barato do que uma obra única, tornando-se mais acessível para o público. 

Assim que recebi o e-mail da Democrart para essa parceria, fui correndo para o site eleger uma obra que tivesse a carinha do Casa de Colorir. E como o que eu mais quero é que, além da cara do blog, esse presente tenha também a sua cara, escolhi as três obras de arte que ganharam meu coração para que você escolha a sua preferida. Dá só uma olhada nas eleitas:







Gostou, né? Sabia... Eu também... :)

Quer ter a chance de ganhar a sua arte? Então capricha na resposta, que dessa vez a mais criativa será a ganhadora! Complete a frase: 

"Arte pra mim é...". 


Regras da brincadeira:

Para participar, você deve curtir a página da Democrart no Facebook e completar a seguinte frase: "Arte pra mim é..."

Será considerada a resposta mais criativa enviada aqui nos comentários desse post ou no post da página do Casa de Colorir no Facebook. Aproveita e, se não curte, curte lá que é feita com amor, vai.

Serão consideradas as respostas enviadas entre 22/04 e 26/04. O resultado será publicado aqui no blog e na página do Colorir no Facebook no dia 27/04, às 10h.

O(a) autor(a) da frase ganhadora poderá escolher uma arte entre as três opções acima.

O ganhador deverá entrar em contato por e-mail (casadecolorir@gmail.com)  em até 7 dias após a divulgação da resposta ganhadora informando a arte escolhida.

Caso o ganhador não se manifeste dentro do prazo acima, será escolhida uma nova frase vencedora.

As medidas das telas são:
Música para alegrar o seu dia: 48 X 67,5   ( Tela Algodão)
Duo 6: 95X38 ( Papel Algodão)
Folhagem Azul: 31,5 X 98,1  ( Tela Algodão)



Uma coleira pra lá de charmosa

19/04/2013

Namorados e maridos, tremei! Pois quando você chegar em casa hoje, é possível que aquela sua camisa surrada e de estimação tenha ido pro saco! Ou melhor, parte dela! A outra parte vai estar rodando por aí, no pescoço de um peludo mais charmoso!

Basta cortar a gola da camisa, junto com o 1o botão. Para evitar que o tecido desfie, você pode usar uma goma que vende em loja de artigos para costura ou esmalte incolor, de unha mesmo!


Abrindo o armário do Lê em 3, 2, 1... :)

Imagens: Pesquisa Pinterest

Home Offices: Trabalhando em casa ou morando no trabalho?

18/04/2013

Se você trabalha de casa, você merece criar um ambiente apropriado para que seu trabalho não só renda conforme o esperado, como também seja mais feliz e prazeroso. Não importa o seu estilo de decorar, o fundamental é que você consiga preparar um cantinho que seja separado da vida pessoal - e, é claro, que você sinta prazer em passar horas a fio! O tema da coluna da Modernidade Móveis dessa semana é justamente esse: home-office. Ou melhor, como eleger um espaço da sua casa e deixá-lo confortável, funcional e, acima de tudo, muito inspirador! Na hora de decorar o seu home-office, a primeira regra é: esqueça as regras. Afinal, cada um tem um processo de trabalho diferente! Mas, se você estiver com dificuldades para deixar o seu espaço do jeito que você sempre quis, aqui vão algumas dicas que podem te ajudar e até guiar durante as suas escolhas decorativas:


A não ser que a sua atividade necessite uma certa dose de escuridão, um local bem iluminado, tanto com luz natural quanto artificial, é o primeiro passo para uma rotina mais produtiva. Para deixar o ambiente mais aconchegante e convidativo, tente incluir outros pontos de luz além da principal, aquela do teto. Abajures ou luminárias pendentes com uma iluminação mais amarelada fazem toda a diferença.


Na hora de escolher os móveis do seu home-office, a funcionalidade deve ser considerada, mas sem esquecer a beleza. Afinal, esse é um espaço para você se inspirar. Aqui não tem chefe rabugento ou baia sem personalidade. Por isso, os móveis eleitos devem ser aqueles que são práticos, mas que também tornam o local mais belo e prazeroso de se trabalhar!


Certa vez, li que plantas no local de trabalho podem diminuir o estresse e aumentar a produtividade. Além disso, é uma maneira simples e barata de decorar e trazer mais vida para um ambiente. Para que elas não virem motivo de preocupação, prefira plantas que não exalem um cheiro muito forte, que sejam de fácil manutenção e que prefiram viver à meia sombra!



O seu home-office deve ser um espaço de inspiração, de boas ideias, de boas iniciativas. Não é porque esse é um local de trabalho que ele precisa ser sem personalidade, não é mesmo? Explore as paredes, pendure fotos, pôsteres, espelhos, coleções e outros objetos que tenham valor sentimental para você!


Problemas de coluna e outras lesões causadas por movimentos repetitivos não são brincadeira. Se você vai ficar horas e horas sentado na mesma posição, não abra mão de uma cadeira que acomode a sua postura de forma correta. Sua coluna vai te agradecer anos mais tarde. 



A essa altura, você deve estar pensando que até gostaria de montar / melhorar o seu cantinho de trabalho, mas.... mas o quê? Mãos à obra! Com um uma boa organização, alguns móveis novos, uma lata de tinta, novos detalhes e um final de semana dá pra deixar o seu espaço do jeitinho que você merece.


Além de bom gosto, a Modernidade Móveis também oferece vantagens: ao fazer o seu cadastro, a loja oferece um programa que concede pontos a cada compra, que podem ser utilizados no pagamento de compras futuras, sem limites de troca e expiração.  E outra: se o preço do produto adquirido sofrer redução em até 30 dias após sua compra, você recebe a diferença como crédito em pontos. O Programa de Afiliados  permite ainda que os usuários cadastrados recebam comissões a cada compra efetuada por links indicados por eles.



Chance extra para o tapete

16/04/2013


A taça de vinho manchou, o sapato da rua deixou encardido, o cãozinho fez besteira... e R.I.P tapete. Chega uma hora na vida em que todo tapete decreta “o fim da linha”, seja pelo desgaste diário – ou pelo convívio com donos desastrados, como é o caso do coitado aqui de casa. No entanto, tapete não é lá objeto que se troque todo dia. Afinal é caro, complicado de lavar, pesado e ocupa espaço para guardar no armário. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de manter o seu com cara de novo. “No tapete nãaao!”. Só quem cuida da sua própria casa agora é que finalmente entende o apelo quase que desesperado da nossa mãe, não é mesmo?
Mas se, por alguma ironia do destino, seu tapete sofrer um acidente e ficar manchado, antes de declarar perda total, que tal dar uma chance extra a ele? Com tinta para tecido, pincel e fita crepe você consegue disfarçar as manchas pintando por cima delas. Basta ter certeza de que a área a receber a tinta cobrirá as partes manchadas. E o melhor: como a tinta é para tecido, a limpeza do tapete pode ser feita com água, sabão ou até na máquina de lavar. Use a fita crepe para demarcar a área do desenho e depois use o pincel para aplicar a tinta dando batidinhas sobre o tapete. Depois é so esperar secar e retirar a fita crepe! Tapetes de algodão ou sisal são perfeitos para receber uma cara nova com cor e tinta.  :)


Eu já fiz um pra mim e até fiz um videozinho, cê lembra? :)



Cê sabia que, há um ano, semana sim, semana não, eu tô lá no blog da Maria Filó, como colunista de decoração? E o post a seguir é um dos muitos que publiquei por lá. Como fiz uma enquete aqui no blog e a grande maioria respondeu que gostaria de conhecer o conteúdo que o Casa de Colorir divide também fora desse espaço, vou começar a replicar alguns favoritos também por aqui. Para esses posts, vamos usar o marcador "além do blog", combinado? Espero que você goste, pois todo filho é feito com todo o carinho do mundo. Seja para ser lido aqui ou acolá.  :)

Casa de Colorir e Lojas Pernambucanas: enfim, o outono. :)



Tons de verde, um roxo vibrante e muito, muito turquesa. Como não amar essa combinação de cores tão cheia de vida? Pois é assim, linda e alegre de viver, a coleção de inverno do Guia de Decoração da Lojas Pernambucanas que acabou de sair do forno. E aqui estou eu, cheia de orgulho e satisfação, representando mais uma vez o estilo que escolhi, ao lado de outras três blogueiras que tanto admiro: Isa (do Arrumadíssimo) e Andrea e Claudia (do SuperZiper).

Se, lá fora, as árvores perderam suas folhas e cores com a chegada da estação, a impressão que fica é que, dentro de casa, abrirmos as portas para um estilo de decorar cheio de cor e também de vida. Quem me conhece só um pouquinho já sabe da minha paixão pelo turquesa, não é mesmo? E o que temos o prazer de encontrar nessa linha de produtos são combinações pra lá de felizes, não só de cores (turquesa com roxo é uma delas) como também de padrões (missoni com florido, uma mistura inusitada e linda).

Confesso que não sou daquelas que acredita que a casa precisa passar por uma transformação radical a cada nova estação. Mas, cá entre nós, adoro mudar alguns (vários) detalhes, renovar os ares e, assim, deixar a minha casa acompanhar o (meu) clima. Acredito fielmente que pequenas e bem pensadas mudanças já fazem uma grande diferença! Por exemplo: nós já sabemos do que uma mantinha colorida e novas almofadas sobre o sofá são capazes de fazer por uma sala. Também já sabemos que uma roupa de cama que foi pensada com carinho tem o poder de salvar um quarto inteiro do marasmo. Pois essa coleção é um prato cheio pra trazer mais vida para qualquer canto da casa que estiver precisando de uma renovada, seja através de um novo toque de cor, de conforto, ou dos dois ao mesmo tempo!



E como as pequenas mudanças começam sempre pelo o que você pode fazer por conta própria, é claro que tem projetinho para sua casa entrar no clima desde já! Lá na página da campanha você encontra dois passo-a-passos para você colocar a mão na massa com materiais que você provavelmente já tem em casa.


Tá achando que o post acabou? Ná. Deixei o melhor por último.  Sim, sou só sorrisos! E aposto que você também vai ficar. Que tal ter a chance de receber uma visita minha e, juntos, fazermos uma transformação num cômodo aí da sua casa, usando os produtos dessa coleção? Pois é... esse é o concurso cultural que está acontecendo lá na página da Pernambucanas! Quer participar? Quer me ver aí danto pitaco em tudo quanto é canto? rs Então vai lá na página do concurso e capricha na resposta! Êeeeeeeeee (já tô comemorando antes, de tão divertido que vai ser!) 

Vai uma cor aí?

14/04/2013


Sabe esses projetos que te fazem ficar com um sorriso de orelha a orelha e pensar: "Mas como nonguém havia pensado nisso antes?". Pois foi assim que fiquei quando meu amigo pra lá de talentoso Jota me apresentou o Color + City. O projeto tem o objeto de promover o encontro entre gente que gosta de colorir com donos de muros e paredes que possam servir de tela. Imagina uma vila inteira, uma fachada de escola, uma loja, um restaurante.... o seu muro pode virar uma galeria de arte urbana em constante mudança. 

Mas pra quê ficar aqui lendo sobre o projeto quando temos um video que fala por si? Um salve para as boas iniciativas. Um salve para os felizes encontros. E um salve para as cores, sempre. 






Para cadastrar o seu muro ou pesquisar um muro disponível para ser colorido, acesse o site aqui! E se você não não pinta, não tem muro, mas adoraria ver a sua cidade menos cinza e mais cheia de cor, ajude a divulgar o projeto!

Você conhece os outros posts da seção "Sites do Coração"? Que tal dar uma passeada pelos sites indicados pelo Casa de Colorir? Vem por aqui, vem... :)

Matéria de Inspiração (como fazer um móbile de sachês)

12/04/2013

Eu não surfo. Mas, cá entre nós,  adoro ter um namorado que surfa. Sabe por quê? Porque eu adoro ir à praia e, pra mim, esse é o momento que me dou de presente para espreguiçar no sol e... colocar a leitura em dia. Enquanto ele tá ali na água praticando o hobby dele... eu fico aqui, mais aconchegada e preguiçosa, praticando o meu... nham nham... devorando revistas, jornais, quadrinhos, livros... enfim: o banquete é variado! Quer me ver feliz? Me dá flores, chocolate ou... faz melhor? Me dá um livro - pode ser de fotografia, de poesia e, claro, de uma boa história que alguém leu e achou que eu fosse gostar. Há pouco mais de um mês, a editora Novo Conceito me enviou um e-mail assim, me oferecendo de presente um livro, o romance "Rose Harbor".  Junto com o presente, veio o seguinte pedido: “leia e, se gostar, se inspirar, passe adiante essa inspiração". Oba! De canga, guarda-sol, Leandro e livro debaixo do braço, lá fui eu para a praia começar os trabalhos. 

O livro conta a história de superação de Jo Marie, uma mulher que perdeu o amor da sua vida de forma precoce e trágica e tenta, a qualquer custo, aprender a encarar a perda e a solidão - sim, sons de violino. Mas a história não escolhe pegar esse caminho não... Quando tudo parecia sem perspectiva, ela ouve a sua intuição, muda de casa, de carreira e até de cidade. Se re-inventa, adota um cão para ser seu fiel escudeiro e, com muita boa vontade e nada de experiência, assume o controle de uma charmosa pousada, que funciona na casa onde mora. Assim, cria uma vida dedicada a fazer outras pessoas sentirem mais conforto, não só de corpo, como também de alma, dividindo com seus hóspedes palavras e atos de carinho que fazem a diferença na vida de quem passa por lá.

Depois de 3 idas à praia, cheguei ao fim do livro com aquele gosto de quero mais. Por ter gostando da história, me senti na obrigação de atender ao pedido do bilhetinho e passar essa inspiração adiante. No livro, Jo Marie constrói um lar que virou o seu templo de cura e calmaria. E essa força e energia acabaram exercendo uma enorme influência na vida de quem passou por lá, mesmo que por pouco tempo. Por isso, pensei em fazer um projetinho que pudesse passar esse carinho também para quem visitasse a nossa casa. A ideia? Um móbile de sachês. Imagina pendurar um enfeite perfumado no cantinho da casa que também servisse de um mimo para as visitas? Cada visita que parte é um coração que vai embora junto, para servir de lembrança e colorir e perfumar um outro lar.  Basta desamarrar do galho e doar... se acabar? Faz mais coração, muito mais... o que não pode faltar é amor pra dar. Que tal uma dessas para uma comemoração ou um jantar especial? <3


Tirando o enchimento, é possível que você já tenha os materiais em casa. Mas no lugar do acrilon, você pode usar algodão, já que é em pouca quantidade! Aproveite que é outono e dê um passeio ao ar livre para garimpar o seu galho seco. Depois de água, sabão e duas camadas de verniz em spray fosco, ele tá prontinho pra uso. 



Recorte o molde de coração nos pedaços de tecido e separe duas partes para cada coração. Use a cola quente para colar uma parte na outra e deixe uma abertura para o enchimento. Depois de estofar o coração, é hora de colocar a sua essência favorita direto no enchimento, mas sem deixar muito úmido. Algumas gotinhas são suficientes. Para fechar todo o coração, use uma linha grossa e agulha. Para dar um charme aos galhos, enrolei a mesma linha usada para costurar o coração ao redor de algumas pequenas partes. Para colar, sim, cola quente!




Para pendurar os corações perfumados nos galhos, usei um barbante de fibra natural e... arvorezinha pronta! Para pendurar, você pode usar o mesmo barbante, fitas de cetim, nylon... é com você. O acabamento lá de cima foi feito com um anel daqueles de chaveiro. :) 











PS: Depois de pronto, imaginei um teto repleto desses galhos e corações decorando um casamento. E eles ainda poderiam servir de lembrancinha no final!
PS: Já percebeu que ando falando muito em casamento? Deve ser a paixão que sinto por decorar a cerimônia de outros casais. Ou seria a vontade crescendo de fazer o meu? :)

Bom Negócio para garimpar

09/04/2013

Até quem me conhece só um poquinho já sabe: poucas coisas me enchem mais de satisfação do que encontrar um móvel nos garimpos da vida, transformá-lo e promovê-lo a xodó aqui da casa. Confesso que o cafofo tá pequeno para tantos achados irresistíveis aqui e acolá.  Mas como recusar um bom e velho garimpo, quando esse convite vem justamente de uma das suas fontes do tesouro? 

Na semana passada, a equipe do Bom Negócio me enviou um e-mail para que eu conhecesse melhor o site e uma possível parceria a partir daí. O que eles não sabiam é que eu não só já conhecia o site, como também já tinha comprado através dele. 

Para quem não sabe, o bomnegócio.com (chamado assim, com nome e sobrenome), é um site de classificados grátis e uma verdadeira festa para quem gosta de garimpar móveis, objetos raros, inusitados ou antigos.  

O site tem uma categoria chamada "Pra sua Casa" e, dentro dela, existem subcategorias, como Móveis e Arte e Decoração. Mas confesso que gosto mesmo é de procurar direto por palavras-chaves mais específicas e ver se encontro algum objeto de desejo, como "anos 60", "vintage", "retrô", "pé palito", "mesinha"... ai ai... entre outras. Pra mim, o ponto alto fica por conta da praticidade: não precisamos de cadastro, de clique de compra, e nada de pagar antecipado. Você vê o produto / preço / contato do anunciante, passa a mão no telefone e liga. 

Então... a proposta? Pois é! Garimpar um móvel à minha escolha, transformá-lo e compartilhar a belezura. Agora pergunta se feltro quer cola quente. É claro, né :) O móvel eleito? Esse tadinho aí da foto, que estava me esperando num bairro não muito longe aqui de casa. Brechó Tem Tudo, era o nome do anunciante - e do lugar. Hoje, cedinho, lá fui eu com o Lê e a Frida buscar a minha mesa antiguinha de televisão.

Quando chegamos ao local, confesso que dei um gritinho interno de alegria. O motivo? Dá uma olhada no lugar! E vê se ele não faz jus ao nome?





O valor que paguei pela mesinha foi R$120, com uma base de ferro em bom estado, tirando a ferrugem, e um tampo de fórmica em ótimo estado, tirando o encardido! Aliás, o tampo é giratório, pois a função original desse móvel seria uma mesinha de TV. Eu já sabia que, com um pouco de tinta em spray, papel de presente e um tampo de vidro, ela tinha potencial para uma reviravolta nessa vida. Se eu te mostro? Pois será um prazer. :)

Se você ficou na dúvida do passo a passo, aqui tem ele resumido pra facilitar a sua vida:


- Uma BOA (eu disse BOA) lixada usando lixa para metal, para remover todos os relevos e ferrugem.

- Se a peça estiver muito enferrujada, vale uma aplicação de spray anti-ferrugem antes de pintar.

- Tinta: 2 ou 3 camadas de tinta em spray Colorgin Arts (R$17), cor vermelho açaí. Lembre-se: é melhor dar 4... 5 demãos de tinta do que tentar pintar tudo de uma só vez e escorrer. Camadas sempre, sempre bem fininhas.

- Foram comprados novos pés de borracha (R$0,30 cada) e pintados com tinta em spray na cor dourada.

- Você pode usar papéis de presente, recortes de revista, fotos, cartões postais, ou o que sua imaginação mandar. Para colar, usei fita dupla-face entre o tampo e o papel. 

- Detalhes que fazem a diferença: um tampo de vidro por cima do papel deixou a mesinha muito mais resistente e com cara de importante. O vidro foi cortado sob encomenda, no mesmo dia, na vidraçaria aqui da esquina e custou R$50 (40cmx70cmx0,5cm). Dá pra achar mais barato? Dá... mas cheguei a contar que é aqui na esquina? Coisas que valem... :)








E como eu gosto mesmo é de garimpar, ainda separei alguns achados camaradas por lá. Para quem é chegado em tintas e pincéis e gosta de uma reforminha aqui e ali, um prato cheio!

E que venham novos garimpos... e novos xodós. :)