Inhotim: um presente pra dar a si mesmo.

13/11/2013


Se tem uma coisa que eu tive muita sorte nessa vida foi de ter uma mãe comissária de bordo. Por causa da sua profissão vocação, já tive a oportunidade de conhecer muito pedacinho de chão desse mundão-de-meu-deus. Lembro uma vez, da minha mãe ter sido chamada na escola, pois quando a professora pediu para fazer uma redação sobre como tinha sido o fim de semana de cada aluno, não entendeu nada quando eu insisti que meu passeio ao Coliseu no sábado e ao Vaticano no domingo tinha, de fato, acontecido. Minha mãe, sem ter com quem me deixar naquele fim de semana, me levou a tiracolo para um bate-e-volta em Roma. A professora achou que era lorota da braba e minha mãe teve que ir até lá se explicar e me livrar dessa rs. Enfim... essa historinha foi, na verdade, pra dividir com você a alegria que essa pessoa aqui, que já botou os pézinhos no mundo algumas vezes, sentiu ao constatar que um dos lugares mais inesquecíveis já visitados por ela é, no fim das contas, tu-pi-ni-quim. ♥ 

Você já ouviu falar em Inhotim? Não? Já, mas nunca foi? Então puxe uma cadeira, aperte o play que eu vou te apresentar a sua viagem inesquecível - que você ainda vai fazer.



Inhotim é um grande museu de arte contemporânea a céu aberto. Aliás, um dos maiores do mundo. Mas essa descrição é muito simplista para esse lugar que, na verdade, é indescritível. Pra mim, Inhotim está mais para um grande parque de diversões, daqueles temáticos,  para os amantes de arte moderna, design, arquitetura... 

Aqui, você vai encontrar dezenas de fotos - mas, vai por mim, nem todas as fotos do mundo fazem jus ao que lá se vê com os próprios olhos. São dezenas de galerias que você vai percorrendo e se surpreendendo. Entre uma galeria e outra, um paisagismo exuberante, de perder o fôlego e recuperar também, como se, no percurso, sua mente relaxasse, descomprimisse e se preparasse para absorver intensamente o que vem pela frente. E não precisa ser entendido de arte para que ela te impacte, te envolva e te faça virar uma chave na cabecinha.


A maioria das galerias foram construídas especialmente para abrigar as exposições que ali se encontram. Para cada uma delas, a localização, distância e paisagismo foram também pensados para completar o conjunto da obra. Ou seja: tudo faz sentido. Tudo conversa. Tudo tem intenção. E ainda assim, não tem explicação! Cada galeria é um verdadeiro templo que homenageia a arte, a mensagem, a emoção, a reflexão, a forma e, acima de tudo o artista que materializa ali uma das maiores experiências da sua vida, sem sombra de dúvidas.

Agora, se me permite, uma dica valiosa: a sua companhia. Cada um tem seu tempo, ritmo e entendimento para contemplar uma obra. É muito importante que você vá com uma companhia tranquila e disposta a viver essa experiência. Pela grandiosidade do lugar, é complicado se separar muito e correr o risco de se perder. Por isso, minha dica é fazer o seguinte combinado: em cada galeria, todo mundo entra junto. Cada um olha o que quer, vê o que quer e sai quando quiser. Quem sair primeiro, aproveita a paisagem e espera do lado de fora. Sabe por quê tô dizendo isso? Porque fiquei com pena de certas pessoas que entravam acompanhadas em uma galeria e mal conseguiam ver nada, com o outro apressando. Não seja o mala do programa ou, mais importante, não leve um como companhia! Afinal, cada um merece ter seu tempo de contemplação, uns vão se impactar mais com uma obra do que outros. Não se deixe ter uma experiência rasa quando ela por ser a mais rica de todas. Aliás, a minha tava ótima, obrigada. E acho que essa parte é fundamental para que sua viagem seja sensacional como foi a minha. Te contei que esse foi meu presente de 30 anos? Pois é. Não podia ter sido melhor. :)



Essa imagem acima é de uma obra que fica ao ar livre e se chama Beam Drop. São vergalhões que foram erguidos a dezenas de metros de altura por um guindaste e despejados em uma grande piscina de cimento ainda molhado. Depois de seco, ficou assim. Essa obra fica em um dos pontos mais distantes e altos do parque e muita gente opta por usar o carrinho para chegar até lá. Minha dica? Se o dia for de sol, aproveite o calor e suba à pé mesmo, aproveitando o sol e a paisagem! Você vai chegar ao topo, se deparar com essa obra e, ainda cansado, vai virar a esquina, com calor, suando e também extasiado e encontrar uma... piscina. Sabe miragem? Daquelas piscinas límpidas, lindas, no meio do verde e que, sim, você pode mergulhar. Imaginou a experiência? Pois é. Não vou nem colocar a foto dela porque acho que você merece ter esse impacto ao vivo. :) Por isso, leve roupa de banho na mochila ou vais se arrepender até o próximo retorno. 

Para que você consiga ver tudo com a atenção que Inhotim merece, 2 dias inteiros são mais do que suficientes. Um dia fica apertado demais e, com certeza, ou você não vai aproveitar, ou vai deixar muitas obras pra trás. Com calma, dá pra conhecer o parque todo em um dia e meio, dois. Aliás, se puder escolher, vá em um fim de semana de sol - o verde das folhagens fica indescritível e parece que você está dentro  de um filme do Kurosawa - ou de um protetor de tela do Windows, pronto, pra não pagar de cine-chata rs. Quanto ao calor, as galerias são climatizadas, e o sol no jardim é muito bem vindo, até para se estender uma canga, deitar e fazer nadica de nada... só descansar os pés e contemplar.


Esse aí de cima é um dos cafés do Instituto, que também tem boas lanchonetes, restaurantes deliciosos e um buffet a quilo também muito saboroso. A comida não é muito barata, mas é tão caprichada quanto o restante que você tá vendo por aqui. Você não se sente em roubada de turista, pagando caro e comendo mal, sabe? É tudo gostoso e no capricho. Para beber água, leve a sua garrafinha para encher em um dos muitos bebedouros espalhados por lá. Filtro solar, boné, biquini/sunga, canga e calçados confortáveis também fazem parte dos essenciais. Toalhas? Não se preocupe: estão à sua disposição nos vestiários para quem vai se trocar para mergulhar. E de graça. Estamos no Brasil? Sim eu sei... só queria lembrar...


Esqueça tudo o que você sabe sobre a cor verde e reaprenda num intensivão:






Inhotim fica nos arredores de Brumadinho, a 60km de BH. Nós fomos de avião até BH e, de lá, alugamos um carro. Nós não ficamos hospedados em Brumadinho, ficamos em Casa Branca, a 40 minutos de carro do parque. Mas o caminho é tão lindo, mas tão lindo, que o tempo parecia voar no trajeto. Ficamos hospedados na pousada Verde Folhas, uma charmosa casinha de fazenda com café da manhã delicioso e um verde... bom... um verde que faz jus ao nome!



Foram 2 dias de viagem. Mas tão intensos, de tantas descobertas, reflexão e comunhão com a arte - e com si próprio - que parece que foram 10. 


Para mais informações de como chegar, como comprar ingresso e programação, visite a página do Instituto aqui. Aliás, as imagens das três obras aqui exibidas foram retiradas de lá, pois não é permitido fotografar dentro das galerias. E fazem muito bem. :)

A pedidos, esse post faz parte da mais nova seção do blog: "Passeie mais". Porque faz bem, porque inspira, porque a gente precisa e porque a gente merece! Quer ver os outros posts com dicas de passeios e viagens? Então passeie aqui.

31 comentários:

  1. Juliana Spitz Studart13.11.13

    Muto legal, fiquei com vontade de conhecer!!!


    Compartilho dessa vida de filha de comissária tb, tantas histórias... rs

    ResponderExcluir
  2. Jessica Drew13.11.13

    eu já fui!!! surreal é o significado!

    ResponderExcluir
  3. Paula!14.11.13

    Gostei muito do post e tem um tempinho já que gostaria de ir à Inhotim! Lendo este texto fiquei com mais vontade ainda de ir...!

    Desculpe a perguntar indiscreta, mas você lembra quanto foi o gasto, em média, com hospedagem e alimentação? :)

    ResponderExcluir
  4. Leticia Davolli14.11.13

    Adorei essa nova tag, Thalita! Tu é muito legal e interessantíssima para só falar de decor! Beijos de Toronto www.paraminhamae.com

    ResponderExcluir
  5. Casa_de_Colorir14.11.13

    Paula, a pousada custou 320 reais para 2 dias e não economizamos para comer! Tomávamos um café da manhã bem reforçado na pousada (incluido na diária), chegávamos no parque por volta de meio dia, almoçávamos lá pelas 15h e o parque fecha às 17h. À noite, fazíamos um lanche rápido perto da pousada mesmo, até pq estávamos exaustos! Acho que com uns 50 reais por dia por você come bem dentro do parque e um lanche rápido à noite. Mas dá pra gastar menos ainda se você comer um hot dog ou coisa parecida lá dentro (delicioso por sinal!). A gente almoçou bem, em restaurante bonito e de comida muito boa, por isso esse valor!

    ResponderExcluir
  6. Alexandrina14.11.13

    Thalita, vc ñ imagina o quanto eu fiquei feliz em ler esse post. Cada parte que ia lendo era um sorriso maior, me identifiquei mais ainda com vc. :D

    Eu fui em Inhotim nessa terça-feira, e também foi meu presente de aniversário, no meu caso, de 29 anos. Meu namorado ia fazer uma prova em BH no domingo, q era o dia do meu aniversário, para ñ me deixar sozinha, me levou junto.

    O tempo era curto, eu queria muito ir em Inhotim, e infelizmente o dia que teríamos mais disponível, a segunda, lá ñ funciona, então foi uma maratona. Levantamos cedo na terça, fizemos o check out no hotel em BH e corremos para a rodoviária, pegamos um ônibus q vai direto para lá, sai as 9:15 pela Saritur (para quem quiser saber). Chegamos às 11h, o mesmo ônibus sai às 16:30 de volta para BH. Em BH, ainda voltamos p pegar as malas no hotel, para daí pegar o ônibus para o aeroporto, nosso voo de volta para São Luís era bem tarde. Fiquei um caquinho, rsrs, mas ou era assim, ou eu ñ ia conseguir ir em Inhotim. Valeu muito a pena, demais.

    Amei! Muito lindo. O melhor da minha viagem. Pena que ñ consegui ver tudo, as obras mais distantes eu ñ vi, ñ paguei pelo carrinho, ñ conseguia andar mais, e como vc falou, um dia é muito pouco, mesmo com o carrinho acho que ñ daria tempo, para quem conseguir ir às 9:30h, quando abre, acho q aproveita mais.

    Eu, acostumada muito com o calor daqui, já ñ recomendo ir em dias muito quentes, acho que realmente a paisagem fica mais bonita com o sol, mas quando eu fui estava fazendo 33 graus, tornou a caminhada bem cansativa.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Flávia Mergulhão14.11.13

    Eu estou nos dando este presente de aniversário de namoro com meu marido!Vou semana que vem.Pena que os fosquinhas não estrão por lá....

    ResponderExcluir
  8. Nossa, me deixou babando! Espero ter a oportunidade de conhecer um dia♥

    http://entrecaveiraserosas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. mariana14.11.13

    Thalita, você é incrível. Muito obrigada por existir!

    ResponderExcluir
  10. Jackeline_e_Romulo14.11.13

    Que delícia, Thalita. A gente deve ir esse ano. Ano passado estivemos em BH (pra ver Paul McCartney e aí fomos a Ouro Preto e acabou não dando tempo).
    Mas, enfim, Inhotim é uma daquelas coisas que eu tenho orgulho de pensar qd penso em ser brasileira, sabe? Um lugar incrível, com estrutura, que funciona e impressiona a todos. Outra é p Pq Nacional do Iguaçu (não sei se vc já foi). Mas eu me senti tão orgulhosa em ver que a gente tem um espetáculo da natureza sendo explorado TÂO bem. Pq natureza a gente tem um monte né, mas nem sempre conseguimos fazer o melhor com ela. E Iguaçu é coisa linda. Acessível para pessoas com deficiências motoras, limpo, bem organizado, com ótima estrutura pro turista. Orgulhinho mesmo!

    Que sorte mesmo ter mãe comissária, hein? Eu nasci no interior do interior, numa época sem internet, então só viajei muito mesmo nos livros. Até hj quase todo canto que eu vou me faz lembrar de um livro que li qd criança =)

    Adorei a nova seção. Posta viagens com a Frida! Precisamos desenvolver mais no Brasil a cultura pet friendly. Uma vergonha restaurantes com área aberta aqui no Rio e que não aceitam cães humph. E falando em Frida, te indico um passeio aqui no Rio mesmo que á cara de vcs duas: stand up paddle com dogs aqui na Urca. Estou querendo ir com meus meninos, mas eles não são comportados como Fridinha rs
    bjs,

    ResponderExcluir
  11. Casa_de_Colorir14.11.13

    Ale, que bom que você sentiu o gostinho e energia do lugar!!! Agora isso é só uma desculpa pra voltar com mais calma e explorar tudinho! :)
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  12. Casa_de_Colorir14.11.13

    Jack querida!!! Ainda não fui a Foz! Tá nos planos!! Ah, e outros passeios com dogs estão na lista! Fui pra Arraial esse fim de semana com ela e adoramos!!! Beijos grande pra família linda ai!! E vou pesquisar sobre esse SUP na Urca! Tentamos fazer com ela em Buzios mas ela não gostou muito! Aí não insistimos! Mas vamos tentar de novo!! Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Adorei seu post!! Comentei com uma amiga ainda hoje que precisamos marcar um passeio à Inhotim, que fica bem pertinho de nós, há umas duas horas, mais ou menos...Agradeço as dicas!! Ah, passa lá no bloguito, está rolando um sorteio fofo!! Beijos!!

    ResponderExcluir
  14. carolarodrigues14.11.13

    Eu fui e fiquei louca, com tudo lindo, lindo, lindo. Estava chuvoso e prá todo lado guarda-chuvas esperando pela gente, gratuitos. Aliás, quando fui, terça-feira também é grauita e para quem é apertado de grana, pode aproveitar para pegar o carrinho, que é (era?) o mesmo preço do ingresso.
    Quanto à comida, lembro na pesquisa que o parque tem três restaurantes, cada um para um bolso. Eu fui no que custa 50 reais (não sei se é o mais caro) por pessoa mas você come (muito bem!) à vontade. Tinha uma filinha de espera mas nada impossível para quem vai em grupo pequeno.


    Depois de ver sobre um parque com tema parecido em NY só me deu vontade de uma coisa: que liberem as bicicletas lá dentro!

    ResponderExcluir
  15. Leia Cook14.11.13

    Obrigada pela dica, vou programar minhas férias para conhecer Inhotim…bjsss

    ResponderExcluir
  16. Durante o período em que morei em BH fui a Inhotim umas 4 vezes levando amigos e familiares do Rio que iam me visitar. Cada uma dessas vezes foi uma experiência diferente. Eu adorei o lugar e olha que nem sou tão fã assim de arte contemporânea. Casa Branca também é uma graça. Aliás, sou fã de Minas! Voltei pro Rio, mas um pedaço do meu coração ficou lá!

    ResponderExcluir
  17. Lívia14.11.13

    Adorei as dicas, principalmente a de respeitar os ritmos de cada um. Vou pra lá amanhã e não ia levar biquini, acredita? Brigadón

    ResponderExcluir
  18. Micheli Fanalli14.11.13

    Adoro Minas Gerais!! Meu marido e a família dele são de BH. Já Conheci vários lugares lindos e históricos, como Tiradendes (as igrejas são lindas, os restaurantes são super charmosos e a comida é ótima, e quem quiser pode andar no trem Maria Fumaça que sai de Tiradentes e vai até São João Del Rei, lá na estação tem um fotógrafo e vc pode tirar fotos com roupas de época em um vagão de trem, super legal), Ouro Preto (as igrejas tbém são lindas e o Museu da Inconfidência é incrível), Congonhas ( tem o Santuário de Bom Jesus de Matosinho com as obras de Aleijadinho, maravilhoso!), Cordisburgo (tem a Gruta de Maquiné, a entrada só é permitida com um guia e tem tbém a Casa de Guimarães Rosa que hoje é um museu), Belo Horizonte (é imperdível uma visita no Mercado Municipal, feira hippie e o museu das Artes e Ofícios, tbém tem que ir com tempo para ver tudo, é incrível), Ufa!!! Mas infelizmente ainda não tive tempo de ir em Inhotim... sniff!!! Mas da próxima vez que eu for em BH já esta marcado!!!! http://michelifanalli.blogspot.com.br Beijossssssssss

    ResponderExcluir
  19. Karyne Duarte14.11.13

    Que tanto de fotos lindas e lugar lindo!!!

    Blog do Sofá
    Loja Kodry

    ResponderExcluir
  20. Adorei a dica de viagem Thalita, você tem razão, vou ter que incluir na lista das próximas viagens, mas será que dá pra levar um bebê também? kkk
    Encantada.... vou ficar por aqui sonhando, aguardando a sua próxima viagem!!
    Beijos!
    Vanessa Oliveira

    ResponderExcluir
  21. Ticiane18.11.13

    Adorei! Já coloquei na lista dos desejos! Crianças são bem vindas? Obrigada Flor!

    ResponderExcluir
  22. Izabella Souza Vicente Penna E20.11.13

    Oi Thalita!
    Eu amo Inhotim, já fui lá 03 vezes e pretendo ir novamente!
    É um lugar tão agradável e que faz um bem danado aos olhos e à alma!
    Escrevi no meu blog sobre 02 visitas que fiz e para quem tem dúvidas sobre onde ficar em Bh vale a pena ler: http://deviagemsa.wordpress.com/2012/12/02/inhotim-resumo-e-informacoes-adicionais/
    Beijoss!

    ResponderExcluir
  23. Casa_de_Colorir20.11.13

    Ticiane, crianças são muito bem vindas! É claro que elas não vão absorver cada obra como vocês, e tem outras que tem classificação etária... Mas tem outras que são muito sensoriais e é uma experiência incrível! Acredito que a partir dos 6, 7 anos, elas já aproveitem bem!

    ResponderExcluir
  24. Casa_de_Colorir20.11.13

    Vanessa, acredito que sim, o ideal seria vocês conversarem com o Instituto antes, mas não veria problemas, vocês podem usar o carrinho de lá para se locomover entre uma obra e outra. Beijo!

    ResponderExcluir
  25. Casa_de_Colorir20.11.13

    E aí? Gostou? :)

    ResponderExcluir
  26. Casa_de_Colorir20.11.13

    Boa lembrança dessa de terça!!!! <3

    ResponderExcluir
  27. Lívia21.11.13

    Eu e o maridón amamos muito! A dica do biquini foi muiiitooo valiosa. Quando estávamos mortos de tanto calor, nos renovamos na piscina.
    Me emocionei muitas vezes! Muito lindo e especial :)

    ResponderExcluir
  28. Maíra21.11.13

    Ah! Que lindo! Não quer voltar la pra ser a minha companhia valiosa? rsrs...tão mais legal quando tem alguém assim com o mesmo olhar que a gente!!!

    ResponderExcluir
  29. Geltha Dubon22.11.13

    Thalita,se eu soubesse q vc viria aqui eu teria ido pra Inhotim pra te conhecer.
    Feliz Aniversário!Milhares de anos vindouros de pura criatividade.bjs

    ResponderExcluir
  30. Leia Cook26.11.13

    Oi Thalita,


    Acabei de comprar as passagens para a família toda por causa desse post. Vamos em janeiro. Sairemos de Floripa, que vai estar entulhada de turista nessa época. Aluguel um carro tb, mas a pousada fiquei em dúvida por causa do calor, lá não tem ar condicionado e sou muito calorenta. Dá para comprar os ingressos do parque na hora?


    Obrigada pela dica.


    Bjss

    ResponderExcluir
  31. Leia Cook23.1.14

    Fui a Inhotim com a família. É surreal!!!!! Uma explosão de sentimentos e da natureza!

    ResponderExcluir