Casinha minha

30/08/2013



Quanto tempo tem que eu não mostro fotos do cafofo? Bota tempo nisso, né? A casinha tá aqui, firme e forte, diferente, em transição, mas sempre colorida e cheia de amor. E pra quê falar muito quando temos muitas e muitas imagens que falam por si? Essas fotos foram feitas com carinho pra você. Aproveitei que a sala tava arrumadinha é cla cla cla, larguei o dedo na câmera! Vem comigo, vem? :)


A parede da sala não é verde. Não é cinza. É um cinza esverdeado. Ou um verde acinzentado. Enfim, o fato é que essa cor é o resultado de um monte de sobra de tinta que tinha aqui em casa. Por isso, mil desculpas, mas não sei informar a cor!



Pra mim, quando a mesa de jantar está cheia de tralhas, parece que toda a sala tá desarrumada. E vou te falar viu, difícil manter a minha sem uma conta pra pagar, sem uma revista, óculos... Pra tentar colocar um fim nisso, resolvi separar um cantinho da bagunça aqui na sala. A sapateira, que antes era uma floreira na varanda, virou estante guarda-tralha do dia-a-dia. Bloquinhos de anotação, canetas, contas pra pagar e os livros / revistas da vez: tudo em seu lugar, longe da mesa de jantar, que agora consegue ficar arrumada por dias!



Esse móvelzinho foi customizado por mim sob encomenda e está aqui, aguardando para ser retirado! Vou sentir uma falta danada, pois já foi adotado e parece fazer parte da sala! Fridinha até tira umas sonecas debaixo dele... rs




Minha plantinha jiboia, que chegou mudinha e agora tá assim, toda toda despencativa (olha só até onde ela vai!). A mesinha de centro foi garimpada num brechó e customizada por mim com muita lixa, tinta em spray e papéis de presente. 


Com a chegada do aparador de madeira, a mesinha amarela que ficava perto da mesa de jantar foi para o lado do sofá. A almofadinha de coruja foi o primeiro item decorativo que comprei pro cafofo e, claro, segue comigo, firme e forte. :)




Lembra da mesinha de porta-temperos? Veio pra varanda servir de porta-plantinhas. Já a mesinha de aramado eu já ensinei lá no Decora, ó!



Minha Árvore da Felicidade e minha Espada de São Jorge são motivos de orgulho! Parrudas e lindas, pode falar!


E a varandinha é assim: cheia de verde e de vida! Ah, como amo minhas plantinhas...



O aparador de madeira acaba servindo também de sapateira para o calçado da vez, reparou? Fica ali embaixo... Ah! E esse trambolho florido na lateral direita é a bateria da bike elétrica que, quando não está nela, tá carregando aí no seu cantinho. 


Agora me diz: ficou ou não ficou feliz da vida com tanta foto? Eu sei que você gosta de espiar... :)

"Nesta casa tem 4 cantos. Cada canto tem uma frô. Aqui não entra maldade. Aqui só entra amô." 

Aqui se mora: uma casa do mundo

20/08/2013

O México está na mesa. Nova York na parede. Cartagena na luminária. Londres na bandeja. Pedacinhos do mundo todo, e do mundo particular da jornalista Mariana, estão todos ali. Colorindo a sala branca como letras que dão forma a um livro. E que contam histórias de sua vida, da dos amigos e da família. Mariana entende que a única regra da decoração é não se prender às regras. Tem geladeira na sala, moldura vazia no chão, cenoura e berinjela na mesa de centro, açucareiro em forma de laranja, livreiro que virou cristaleira, pote de vidro com forminhas de cupcake. Ah, e o abajur de coração com o número do apartamento desenhado e o desejo de felicidade à casa. Como não ser feliz ali?

Quem: Mariana Abreu Oliveira

O que faz: Sou jornalista

Definição do espaço: A minha casa é meu santuário, onde reequilibro minhas energias. Também é o lugar perfeito para reunir amigos e trocar confidências. E pode ser meu esconderijo durante os momentos mais introspectivos

Peça favorita: Meu livreiro de imbuia, reformado para servir como cristaleira. Uma peça de antiquário escolhida a dedo!

Ambiente favorito: A cozinha! Adoro fazer experiências e ver ingredientes simples mudarem de personalidade!

Falta ainda: Um ar condicionado, para os dias mais quentes, mas nunca encontro tempo...

Inspiração: Minhas viagens pelo mundo!

Dica: Monte sua casa aos poucos, com tempo. Seu gosto vai se apurando lentamente e é gostoso ver seu lar ganhar sua cara - e não a cara daquela revista linda de arquitetura: ótima no papel, mas nada a ver contigo.



Veja todas as fotos aqui na galeria, é só clicar na imagem para aumentar!


Maria Fernanda Seixas escreve a coluna "Aqui se Mora" e é uma bisbilhoteira de mão cheia, no melhor sentido da palavra. Ela adora fotografar casas de verdade e ouvir as histórias que seus donos têm pra contar sobre cada cantinho. Além disso, é dona do blog Quero Ser Vintage, que vale a visita! Se quiser saber mais sobre a ideia dessa coluna, vem por aqui!

Borboletas na parede (como imprimir pôsteres em casa)

01/08/2013


Confesso que às vezes me impressiono com as coisas que desejo! Não faz nem duas semanas que eu estava lá, perdida numa loja de eletrônicos, tentando escolher uma impressora pra mim. Muitas funções, muitos cabos, muitos cartuchos. Acabei voltando pra casa sem nenhuma. Só que a parede da mesa de jantar continuava vazia, e aquilo me incomodava. O quadro que uma vez morou aqui foi enfeitar outras paredes por aí... e a parede daqui? Vazia, vazia, ainda com os pregos lá. Assim não pode, assim não dá!

Eis que, na semana passada, recebo um e-mail da HP me oferecendo nada mais nada menos que uma impressora. Dessas Wi-Fi (louvado seja quem pensa na diminuição de cabos nesse mundo) e com cartuchos de tinta mais econômicos. Ah, e preciso dizer ainda que chegou no dia seguinte ao meu aniversário? Ô beleza... e pronto! Agora eu tenho uma impressora pra chamar de minha!

A impressora é a HP Deskjet Ink Advantage 3516, e ontem, quando postei uma foto no Insta (é @casadecolorir, tá?), teve gente que comentou que tinha esse modelo e foi só elogios! Fiquei animada para instalar e ver no que dava. Eu já tinha duas molduras médias guardadas no armário... meio caminho andado! Os próximos passos? Escolher as imagens e uma nova cor para as molduras.


Nas minhas andanças por essa web, descobri essa imagem que na hora ganhou meu coração. Como ela é horizontal e as minhas molduras são verticais, resolvi dividi-la ao meio e fazer uma imagem composta! Aliás, sempre achei um charme só esse negodi imagens compostas! Mas eu ainda elevei o nível de dificuldade mais um pouquinho, tá? É que as minhas molduras são em tamanho A3 (29,7cmx42cm) e a impressora imprime em papel até o A4 (21cm x 29,7cm). A solução? Fatiar a imagem em 4 partes, para que cada uma coubesse em um A4. Para isso, usei um editor de imagens (beijo, Photoshop!), mas eu já deixo aqui o trabalho mastigado pra você. Não há de quê. :)






Então foi só imprimir e arrumar as imagens para as molduras!

Ah, sim... as molduras estavam bem desgastadas. Por isso, algumas camadas de tinta em spray entraram na jogada. A cor? Uma meninice nunca é demais, vai... e, vamos combinar, cor de rosa faz um bem danado pra alma... :) Se estivesse no meu lugar, Amy Winehouse iria Back To Black... no meu caso, I go Go Back To Pink. 


E foi pra parede! Quadrinhos novos pra alegrar a sala. Se vão ficar aí pra sempre, isso eu não sei! O importante é que agora eu tenho como mudar, em casa mesmo, sempre quando der na telha.




Percebeu o arranjo de mesa? Pois é...como os cartuchos dessa impressora têm um preço bem amigo - e com ótima qualidade! Imagina no papel fotográfico, vou testar... - me empolguei e imprimi um monte! Eu já tinha esses vasos lindos aqui em casa, todos garimpados numa fábrica antiga onde hoje são gravados os episódios do Decora. Imprimi as figuras, cortei na altura de cada vaso e foi só colocá-las dentro de cada um.




Meninice mode on aqui no Cafofo de Colorir. :) Se você quiser outras inspirações de como tornar sua impressora a melhor amiga das suas ideias, procure pela hashtag #inspiracaonopapel nas redes sociais! Ideia linda é o que não falta! E se você inventar moda por aí também, marque a sua arte com a # para compartilhá-la com o mundo! Quero só ver!



Imagem Borboletas original, daqui