4

Apimentando a relação

06/03/13

Como qualquer outra, um dia ela acaba esfriando. E quer saber? Em muitos casos, chego a arriscar que ela já começou fria assim. O contato intenso e diário, nos bons e maus momentos, favorece esse desgaste quase inevitável. Ela até pode mudar. Mas não adianta, não vai fazer isso por conta própria.

A essa altura você deve estar pensando: “Papo pesado esse, eu hein… E isso lá é hora de discutir a relação de cada um? Mal te conheço, moça…”. Olha, me desculpa pelo mal entendimento, mas não vou me atrever a falar da minha e tampouco da sua relação amorosa. A relação a qual me refiro é a que temos com a nossa casa. Decoração… pois é: é dela que falo no comecinho do post... :)

Como está sua relação com a sua casa? Esfriou? Nunca foi caliente? Seja como for, tá precisando dar uma apimentada, né? Aquela decoração que um dia já foi linda, agora não te encanta mais o olhar? Todo mundo tem uma parte da casa pela qual não morre mais de amores. Você sabe, lá no fundo, que aquele canto poderia mudar pra melhor, mas supervaloriza essas mudanças. Tudo parece tão trabalhoso, tão caro, tão difícil, que “adiar” vira o verbo da vez. Mas se for pra adotar um verbo, vamos adotar um com o qual você acabe no lucro? Porque não dá pra sair ganhando com o tal do "adiar". Então sai o preguiçoso e entra o corajoso: renovar. O mais otimista e democrático dos verbos. Afinal, tudo vale, se for para o bem. Aliás, se for pra ter uma regra, que seja essa.

E que tal começarmos renovando a danada da expectativa? No fim do dia, você percebe que a graça toda está nas pequenas coisas, nas surpresinhas, nos detalhes, na história que tem por trás de cada pedaço da sua casa. Se for parar pra pensar, o mesmo conjunto de coisas que faz com que você se apaixone por alguém. E isso vale também pra nossa casa. O que a gente tá precisando é se reapaixonar por ela. Mas essa paixão só vai bater de novo à porta quando aceitarmos a ideia de que a felicidade não está em muita coisa em que você acha que está, mas em coisas talvez que você não precise nem comprar.

Enxergar potencial no que já é seu e fazer acontecer para tornar algo melhor e mais belo é, sim, uma prova de amor. E isso vale não só para as relações amorosas, como para tudo mais que estiver debaixo do nosso teto. Ou seja: a nossa, tão nossa casa.  

4 comentários:

Coisas de Mãe disse...

ai ai acho que nunca tive muito tesão pela minha casa, sabe ela não é bem do jeito que sempre quis, mas gosto dela, passei a gostar dela, a agora aos poucos, vou tentando decorar do jeito que gosto!

Robertha disse...

E não é que a carapuça serviu diretinho? Meu número, tá perfeita em mim! Obrigada por tratar desse, e de tantos outros assuntos, de uma maneira sempre bem humorada e carinhosa. Bjs,

Camis disse...

Acho fundamental começar as mudanças pelos detalhes! Também acredito que a graça tá neles =))

E a casa de colorir que me ensinou isso!

http://camilisses.blogspot.com.br

Beijosss!

Gabriela disse...

Oi Thalita,

Vc é muito fofa!!! Já te gosto "sem te conhecer". Concordo com todos seus posts e adoro seu jeito de escrever (sou professora e digo que tu tens um ótimo português, e dá pra quase te ouvir falando nos textos, rsrs).

Tenho me inspirado por aqui (Brasília) também, depois te mostro minhas criações...

Um grande abraço,

Gabriela

Fique por aqui e passeie por outras histórias. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...