46

Mastigado

27/04/12

Ó... não acostuma não, hein! Brincadeira... acostuma sim que eu adoro fazer isso por você rs.

Ontem uma multidão me fez companhia no Facebook (não curte ainda? Vem por aqui!) pra assistirmos juntos ao Decora (tá bom, tá bom, foram umas 50 pessoas, mas pra mim é uma multidão). O projetinho de ontem foi pá pum, simples, sutil e discreto. Mas teve gente que encasquetou com o tal do adesivo com climinha de pub inglês.

Pra quem não viu, o vídeo tá aqui também. O adesivo foi aplicado por baixo do vidro porque, né... vidro é coisa fina e não pode ser desperdiçado aplicando um adesivo por cima que pode estragar / rasgar / descolar com o uso. 

E como colar o adesivo por baixo? Aí é a parte que a gente gasta um pouco de neurônio. O ideal é você pedir na gráfica para que a cola fique no lado da impressão, igual àqueles adesivos que você cola no vidro do carro, pelo lado de dentro, sabe? 

Como a minha gráfica não fazia impressão no lado da cola, inverti a imagem no editor (as imagens ficam espelhadas) e pedi uma impressão em papel adesivo translúcido, aqueles transparentes. Assim, quando aplicamos o adesivo, a parte que está por baixo fica visível, e no lado correto. Deu pra entender? Sei que é complicado, mas é possível, vai.



E pra quem morre de medo do tal do editor de imagens, divido aqui as 2 montagens que eu usei, prontinhas: a imagem normal, sem estar invertida e a imagem invertida (que eu chamo de "flipada"). Se quiser, você pode imprimir sem ser em papel adesivo (pode pedir um papel couché), ou então imprimir em adesivo comum (branco) ou o translúcido, que foi o que usei. Para baixar no tamanho original, é só clicar no link abaixo da imagem:

Imagem Pub 1 - Normal  
Imagem Pub 1 - Invertida (Flip)



Imagem Pub 2 - Normal
Imagem Pub 2 - Invertida (Flip)



Agora só falta o contato da gráfica, né? Foi essa aqui. :)

23

Vida nova, casa nova.

24/04/12

Olhinhos marejados, sorriso de orelha a orelha, sentada bem na pontinha do sofá, quase que colada na TV. Foi assim que assisti ao depoimento do Reynaldo Gianecchini no "Marília Gabriela Entrevista" que, por sorte, peguei quase que do começo ao zapear pela TV nesse domingo chuvoso.

Tentar falar sobre lição de vida, missão e redescoberta parece inútil depois de ouvir as palavras dessa pessoa tão transformada. A entrevista do Gianecchini me impressionou e me comoveu muito, não pela sua luta e sua doença vencida, mas pela sua transformação, de como ele saiu transformado desse turbilhão. Tudo o que saiu da boca desse homem foi de um amor, uma humanidade e uma serenidade tão transparentes que até o seu olhar mudou. O próprio olhar do Giane é um olhar que transborda de amor.

E quando eu achava que já havia sido presenteada com lições tão simples e singelas, eis que Marília toca no assunto Decoração. Junto com essa mudança que aconteceu de dentro pra fora, a casa dele também refletiu essa nova maneira de enxergar a vida. "Como eu me sentia uma nova pessoa, eu queria que a minha casa também refletisse isso. A minha casa era muito clean, sem cor. Hoje eu tenho uma casa não só muito mais colorida, mas também preenchida", diz.

Eu precisava passar isso adiante. Simples assim. Por isso, mexi meus pauzinhos aqui  no trabalho e consegui o trecho pra você. Assiste que vale à pena.

Pois é, Giane, cuidar da casa da gente é também cuidar do espírito da gente, não é mesmo? E é isso que tentamos fazer por aqui. Bem-vindo ao clube dos apaixonados por brincar de casinha. :)


26

De gente fina, elegante e sincera

23/04/12

Dia desses, Lê chegou em casa doido pra me mostrar "um tal de um site aí cheio de casa que era a nossa cara." É claro que eu já pensei logo num site gringo de revista de decoração ou coisa parecida. Acontece que, confesso, vai... subestimei a dica que estava por vir. Eis que ele digita "Air Bnb", clica em "estou com sorte" e... o que eu vejo? 

Eu vejo não só algumas, mas dezenas de casas lindas, de tudo quanto é lugar do mundo, de casa de verdade, casa pé no chão. Eu vejo cor, eu vejo personalidade e até uma certa história. Eu vejo um novo começo de era, de gente fina, elegante e sincera, com habilidade pra dizer mais "sim" do que "não". De gente que diz "sim" ao abrir as portas da sua casa para que pessoas de todo canto possam pegar emprestado, nem que seja por alguns dias, o jeito de morar daquela cidade que estão visitando.

Pois é. O Air Bnb é um site - ou melhor, uma rede social - pra quem é evoluído (ou seria desprendido?) o bastante para abrir as portas da própria casa por uma temporada para que outros possam alugar. Enquanto isso, o proprietário tá por aí no mundo, explorando outros ares e outras casas. Muitos donos dos apês só aceitam alugar para outros usuários cadastrados. Ou seja: para habitar, tem que deixar ser habitado também. Justo, justíssimo. Depois que você se cadastra, um fotógrafo da equipe tira fotos da sua casa para publicar no site e assim garantir a veracidade das informações. Sabe primeiro mundo? Tipo isso. Mas fique você sabendo que tá assim de casa brasileira por lá, viu?

Os preços? Camaradas, acredita? O robô reconhece que você é brazuca e te mostra os preços em real. Dá pra achar lindas opções na faixa dos R$100/dia, pra um casal. 

Image and video hosting by TinyPic
SHIFT+Clique
Dedinhos coçando para cadastrar o cafofo aqui... mas e as roupas? E as tralhas? E os tesouros? Me peguei pensando como ainda falta se desprender, compartilhar, confiar na civilidade do outro... ou seja: evoluir. Da mesma maneira que pensava "como ainda falta...", também pensava "é possível, vai...". Pois é. Mesmo sem sair de casa, viajei. :) Passeei entre cidades, suas casas e histórias de quem já ficou por lá. Gostei tanto, mas tanto, que ó... separei até musiquinha pra você se aconchegar na cadeira e viajar também:





Imagens dos apês mais tudo-tudo de lindo e quase-nada de caro do Air Bnb.
110

Boas Novas

19/04/12

Agora em maio vai fazer 1 ano que tive o privilégio de participar do primeiro episódio do Decora. Lembro que, nessa época, meu sonho era trabalhar no marketing do canal GNT. E parece que foi ontem que eu estava lá no set de filmagem, com os olhinhos brilhando - e as mãos suando - tentando absorver todos os detalhes daquele momento tão único. Lembro que aluguei a Mari, a produtora do programa, com uma enxurrada de perguntas! "Como é trabalhar lá?" " Como são as pessoas?" "Como eu faço pra trabalhar lá também?". E ela, uma fofa, me explicava tudinho com toda a paciência do mundo.

Em julho do ano passado, realizei um sonho: vesti o crachá e a camisa dessa empresa em que sempre sonhei em trabalhar. E agora, 1 ano depois do primeiro Decora, aqui estou eu, cada vez mais mergulhada nesse projeto e vivendo um sonho. A Mari agora é minha colega de trabalho, minha amiga... olha como são as coisas, né? E quando eu achava que a vida não podia melhorar.... senta mais confortável aí que eu vou é falar...

A nova temporada do programa estreou na primeira semana de abril e peço sinceras desculpas por não ter avisado por aqui. Era um misto de timidez, nervoso e insegurança... eu simplesmente não consegui gritar aos 4 cantos: "me assiste aí!". Mas o que importa é que agora eu tô aqui dividindo essa novidade com você. :)

Confesso que escrevo esse post bastante emocionada e muito grata pelo voto de confiança que recebi da equipe do canal e, sobretudo, da Bel Lobo, que descobriu um blog ainda bebezinho, comprou a ideia e me convidou pra pular dentro desse barco com ela. Ah, querida Bel, como começar a agradecer? Ter uma fada madrinha é um privilégio para poucos, mas ela está aqui pra provar que isso existe também na vida real. 

Bom, se eu pudesse, ficaria aqui até amanhã te contanto tim tim por tim tim. Mas vou te poupar do meu discurso emocionado, tá? O 3o episódio do programa acabou de acabar e eu vim correndo aqui mostrar o resultado pra quem não teve a oportunidade de assistir. Você ainda tem dúvidas de como forrar um móvel com papel de presente? Ih, então você vai adorar o videozinho!


PS: O programa vai ao ar toda quinta-feira, 22h30 e tem alguns horários alternativos que você encontra no site. E toda quinta-feira eu tô lá na página do Casa de Colorir no Facebook assistindo ao programa junto com quem estiver também por lá. Se quiser trocar figurinha com a gente, é só clicar aqui.
36

Cantinhos esses...

13/04/12


Não sei se você se lembra... mês passado falei sobre um desejinho decorativo besta que eu tenho, que é de ter aqueles véus na cama de pousada-pé-na-areia-do-nordeste, tipo mosquiteiros, sabe? Gosto duvidoso? Nada prático pro dia a dia? Ah, vá... todo mundo tem dessas vontadezinhas decorativas que ficam só no campos das ideias. E ainda vou além... não é só pelo tal do véu que arrasto minha asinha não. Tem também os danados dos cantinhos de leitura - na maioria gringos, fazer o quê - De tão encantadores, fazem você pensar 2x sobre a possibilidade de morar num 1,5mx1,5m.

Ahh os cantinhos... também conhecidos como "nooks", no gringo. Nesse caso, "reading nooks". Como diria minha mãe: "Joga aí na internet que você encontra!". Pois sim, joguei lá e olha só o quanto de inspiração veio de volta pra gente:



Mal aê... mas... sabe como é, tem gente que sai rolando as imagens no desleixo que eu sei, sem dó nem piedade! Paraste pra observar o revisteiro feito com aquelas barras de cortina dupla? Sentiu a lindeza? Sentiu a possibilidade? Enxerguei na hora uma barra amarela com o tecido jeans e tudo mais. Agora sim, o restante:


Imagens: Real Home Living, Houzz, Pinterest e Apartment Therapy.


E por falar em cantinhos desejados, como esquecer da estrela da categoria, daquele móvel que é objeto de desejo de 9 entre 10 mulheres, dos 5 aos 80 anos? Acharia muito digno, inclusive, que toda mulher tivesse o seu, mesmo que adaptado! Quer saber de qual cantinho eu tô falando? Esse é o assunto lá no Papo Delas, onde farei uma visita pra um café e um dedinho de prosa uma vez por mês. Projeto fofo e texto com capricho, viu? Fico feliz em poder fazer parte. :)
30

Presentes de Supermercado

10/04/12

Quantas vezes você já não entrou correndo em uma loja de shopping, escolheu a primeira lembrancinha que viu pela frente, mandou embrulhar e seguiu em frente, de consciência limpa, para um aniversário ou jantar na casa de um amigo?  Ô...

É que dar um presente caro não é uma opção - ou possibilidade - na maioria das vezes e pra não passar em branco... blá blá blá... sei como é! E assim vida que segue, com presentinhos possíveis e corretos, mas sem a menor personalidade ou a cara do presenteado.

Da próxima vez que você precisar presentear alguém, que tal gastar menos dinheiro e mais neurônio? Cordialidade, gentileza e afeto não estão à venda no supermercado. Será? O que falta no mercado não é opção, mas sim atenção. :)





33

Prenda Pascoal para as não prendadas

05/04/12

Gente... é bolo... é brownie, é ovinho personalizado... levo jeito pra isso não! A pessoa pinta e costura - e num tá de bom tamanho?! Mas quando o assunto é bolo, doce e lembrancinhas de chocolate handmade, passo vergonha, sério. 

E como resolver essa Páscoa e distribuir prendas para os queridos se você é uma pessoa jeito pra guloseimas, como eu? Com tinta em spray, claro!

Potinhos de vidro + cola quente + coelhinho de brinquedo + a linda da tinta em spray. Tcharammmm. Você pode até abrir um saco de M&M e despejar dentro que você vai fazer bonito.


Diz... dá pra fazer e "faz uma vista", né? O vidrinho você já tem aí. A tinta? Você aproveita um restinho que sobrou daquele outro projeto. O coelhinho? Pois é... corremos o risco de empacarmos no coelhinho. Mas dá pra encontrar em lojas que vendem aqueles cararecos de brinde de festa, né?

Uma Feliz Páscoa prendada pra você. :)

Projeto: Torie Jayne. Corre lá que tá cheio de ideia linda pra Páscoa.
61

Saara sem lista

03/04/12

Sábado foi dia de ir ao Saara - o que, de certa forma, não é lá nenhuma novidade, né? Confusão? Calor? Bugigangas? O de sempre, meu caro e minha cara, o de sempre. Só que dessa vez, ir ao Saara não era uma função. Não havia uma lista, um objetivo, quiçá uma rua em mente. Fomos passear, simples assim. "No Saara? Tinha lugar melhor não?" Oxe! Onde mais? Muitas vezes, a delícia toda é dar uma volta por lá sem um objetivo fixo, só pra ficar mais atenta às preciosidades que normalmente passam despercebidas. É tanto tesouro aguardando pra ser descoberto que existe entre essas bagunçadas prateleiras que nem sei viu...

E foi assim, de uma ida sem lista ao Saara, que esse post nasceu. A partir de uma série de comprinhas tão supérfluas quanto fundamentais, que não servem para mais nada, além de alegrar uma manhã de sábado e alimentar a alma. Me dei ao luxo, vai... Tem mulher que compra bolsa nova. Eu compro moldurinhas e botões que são um luxo só rs.


Quando dei de cara com esses objetos de resina, fiquei uns 15 minutos escolhendo entre umas 10 opções. Se permitir encasquetar com algo por 15 minutos seguidos no meio do caos: um dos benefícios de uma ida ao Saara sem pressa. Rejuvenecedor, quase. 

Alguns apliques de flores para molduras (R$4), um potinho de água benta (R$10), o puxador de rosa (R$3) e mini moldurinhas (R$8) vieram pra casa comigo. 

Sabe quando você se depara com "O" botão e compra logo 2 sacos? Tipo... só pra ter? Pois é... foi o que me deu quando vi esses botões. Não são uma coisa? Não faço ideia do que eu vou fazer. Mas saber que eu tenho essas balinhas de menta - ou melhor, os botões mais lindos do universo - me traz uma paz interior sem tamanho. #nãomeinterne. Ah, vá... vai dizer agora que você nunca entrou num armarinho ou papelaria e comprou um carareco que nunca usou só porque era bonitinho? Pode ir contando...

O tecido foi uma extravagância e custou o preço de uma blusinha. Mas como já ando metidinha na costura, tô achando que ele tem potencial pra se transformar na blusinha dos sonhos. Como lidar com essa estampa de galinha d'Angola, diz? Não dava pra deixar pra trás, simplesmente não dava!


A moldura de madeira grande e oval (R$13) vai ganhar algumas belas camadas de tinta. Basta decidir qual aplique classudo vai com ela antes de tudo ganhar uma cor só e partir pra parede.


Já dá pra ver que muitos projetinhos aguardam pela frente, né? Mas isso são cenas pros próximos... :)

>> Lista de Lojas

Botões menta: Caçula - Rua Buenos Aires, 253 a 265 
Tecido de Galinha D'Angola: Rua Buenos Aires, 237
Demais itens: Caçula (Desenho e Pintura) - Rua da Alfandega, 318
49

Sofá cabe tudo

02/04/12

A necessidade eu até já tinha contado por aqui, não tinha? Ter um sofá que permitisse guardar algumas tralhas dentro/debaixo dele. Sabe como é... o espaço já é limitado! Qualquer espacinho pra escon... ops, guardar nossas tranqueiras é mais que bem vindo. 

E o sofá novo daqui foi feito em casa, já contei também? Nossa, então além de ausente, tô repetitiva rs. Mas é que eu voltei a falar sobre esse assunto do sofá porque teve gente que pediu foto da estrutura, mais detalhes etc. Pois aqui estão, tó:

Image and video hosting by TinyPic

Não entendeu? Pois eu desenho! Ou melhor, tento. A estrutura é feita basicamente de ripas de madeira que formam um estrado. Enfim, veja se o desenho faz algum sentido pra você:


E aí, ajuda muita coisa?


Bom, o estrado foi feito pelo sogro! Ainda não garrei confiança pra tal façanha. Por outro lado, o futton - dá pra chamar assim, vai - foi todinho feito pela pessoa aqui. "Nessa máquina aí de costura?!". Isso. "Pegou um molde?!". Não, foi na marra mesmo. "É dificil"?. Pacas. 


Longe de mim tentar te desmotivar a fazer um projeto! Mas posso falar? É tão complicado, mas tão, que fico com receio de não deixar isso claro e você ficar na animação de fazer e acabar me xingando no meio do processo. Dá trabalho e exige paciência, mas essa foi uma batalha que eu entrei pra ganhar.

Depois de pronto, quem olha até se atreve a resumir: "Não passam de 2 almofadões, com fecho de ziper e capitonê no estofado" . Hum hum... senta lá! Vai costurar esse peso de tecido... vai colocar quilos e quilos de acrilon pra estofar e deixar tudo retinho? Vai costurar o zíper... vai quase perder o dedo furando todo o estofado com agulha equivocada pra fazer o tal do capitonê... pois é!

Resumindo: se for pra fazer, é pra entrar com espírito de campeão, porque é sofrido, mas dá um orgulho imenso depois que fica pronto!

E se aí a questão do espaço pra guardar tralha também é crítica, um sofá guarda-tudo cai como uma luva, não é mesmo? Pois andei paquerando algumas ideias e possibilidades pra isso. Cuidado que as imagens são fortes. É capaz de que você nunca mais olhe o seu sofá com os mesmos olhos. :)


Fique por aqui e passeie por outras histórias. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...