98

Cores de março

18/03/12

Image and video hosting by TinyPic
SHIFT+Clique
 "São as águas de março fechando o verão..." ... e trazendo novos ares aqui pra casa também. Depois de 2 verões, quem se despede da gente é a parede rosa. A casa pedia novas cores que combinassem com essa nova fase de 2. 
 
Sei que não faz o menor sentido, mas tem sido interessante pensar num colorido "que homem goste". Porque, no geral, ser "colorido" no gosto deles é fazer uma mistura que transita entre o marrom, o branco, o preto, o cinza e, quando ousados, o azul. É assim aí também?

Pois tem leitora que me conta que o marido faz até "cota para colorido" em casa. Nesses casos, a coitada tem direito a 2 almofadas estampadas, ou 1 tapetinho florido, ou a parede cereja da sala e olhe lá! Tem que escolher 1 opção e "lamber os beiços", tadinha.

Mas a verdade é que dá pra abrir mão das cores de moça, vai... O que não dá é pra ficar sem um colorido. A saída? Conciliar. Aqui, ele escolhe as cores. E eu, o que fazer com elas. Vida que segue colorida e sem conflito. 

Mas antes de mostrar o resultado, preciso fazer o maior parênteses da história desse blog:  agora eu tô toda toda porque costuro, né? :)
Cá pra nós... se eu soubesse que costurar era tão delicioso, eu teria começado nessa vida muito antes! Finalmente eu aprendi a costurar! A máquina nova? Ih, é uma longa história: a máquina não é nova, sempre esteve aqui, fica dentro da mesinha amarela da sala. 


O meu mais novo xodó é uma Singer modelo 15-89 de 1938 que perteceu à minha tia avó Juracy - mas só a chamávamos de Dindimba. Desde que me mudei para cá, trouxe de presente o gabinete da máquina para fazer de aparador. Por 1 ano e meio ela esteve aqui embrulhada, desenganada e eu cega, mergulhada nos planos de comprar uma máquina "fácil de mexer para iniciantes". Um belo dia, me deu o estalo e pensei: "que máquinha nova que nada"... subi na escada, resgatei o pedal lá no alto do armário, abri a máquina, sacudi a poeira, pluguei na tomada e - juro - foi lindo: a máquina acendeu sua lampadinha e funcionou lindamente, como se me desse um "Oi, cordei, cadê costura?", depois de décadas sem uso.


Não preciso nem dizer que os planos de comprar uma "máquina mais prática" foram pro beleléu, né? Foi preciso 3 visitas de emergência da minha mãe para ensinar a colocar o fio na agulha e dar o 1o passo. Sim, 3 visitas + uns 5 atendimentos por telefone. Ela vinha, ensinava eu fazia tudo certinho. Quando tentava sozinha depois, não ia. Que raiva que dava! O manual virou o meu melhor amigo e depois de muita surra, consegui me relacionar com a bichinha. 

Fecha parênteses. :)


Depois da máquina domada, novas almofadas e forro para as cadeiras saíram do forno. E sente só a técnica da pessoa: nos dias em que ele encrencar com as flores e a Frida, é só virar a almofada pro lado marrom e fica tudo certo.

Pra fazer os novos forros, desfiz o atual para copiar a costura. Fiquei me achando depois que vi o resultado rs.

As molduras ganharam nova cor e novo recheio: posters da revista Santa Art Magazine que vieram na edição #5.


E era aí, dentro dessa mesinha amarela, que a máquina adormecia até me conquistar de vez e ganhar vida novamente. 
45

Acolá

14/03/12


Tá vendo essa preciosidade prateada lá no cantinho da 1a foto? É uma máquina de costura? Sim!!! É na minha casa? Sim!!!! Eu aprendi a mexer? Sim!!! *pausa pra dancinha da vitória*

Pois bem... tô costurando à beça, minha gente, que delícia! E o projeto de estreia foi fazer novas almofadas aqui pra sala e outras belezuras.

O passo a passo tá lá no blog da Maria Filó. Por quê? Porque agora eu estou por lá também. Maravilha essa vida... é ou não é? Comenta lá? Eu fico toda toda. :)
28

Os 10 mandamentos - VIII

13/03/12


Essa casa aqui é de colorir e ponto final. Mas não pense que só porque é colorida, que cada parede e cada móvel é de uma cor diferente. Tá... é quase isso, mas não totalmente rs. Branco é cor, minha gente! O problema é que a grande maioria se relaciona com o branco como se ele fosse justamente o contrário, a ausência da cor. 

E quando você usa o branco sem intenção, é certo que sua casa tá fadada a uma decoração jururu. Não tenha uma casa branca porque você não fez nada a respeito, como se fosse uma tela implorando por uma ação. Assuma o branco, curta o branco e, o mais importante, use-o com intenção!

Na vida - e na decoração - qualquer cor é cor. Por quê com o branco seria diferente? É você que o trata com indiferença! Mas isso são águas prestes a passar. 

 
 
Esse é o primeiro mandamento não cumprido aqui de casa. Não tem um cantinho sequer sem um toque colorido por aqui. Mas isso não é problema, né? Afinal, a casa é mesmo de colorir. Então já sabe: quer cor? Lindo! Se joga! Inclusive se sua cor favorita for o branco. :)
35

Pra bagunçar... sem entulhar

09/03/12

Eu não tenho um pequeno pra chamar de meu... ainda! Mas imagino como deve ser pra manter a casa em ordem e, ao mesmo tempo, não ficar limitando a diversão da criançada. Até porque na maioria dos apErtamentos, o quarto dos pequenos mal abriga a cama e o guarda-roupa, quanto mais a farra toda. Como num piscar de olhos, a brincadeira - e a bagunça - já tá espalhada pela casa.

E como eu sou chegada num móvel 2 em 1, não preciso nem te dizer que pirei nessas ideias de aproveitar a estrutura da mesa da sala pra fazer uma tenda pros pequenos, né? Assim, a bagunça toda vai pra debaixo dos panos e, como diria minha mãe, petê saudações. A loucura toda acontece lá dentro. Do lado de fora, casa organizada. 

Ideia essa tão linda, mas tão linda, que dá vontade de fazer uma pra mim e ficar lá dentro, com uma lanterna, o notebook e um prato de biscoito, escrevendo no blog até o amanhecer. :)



82

Fazendo as pazes

Não que eu tenha brigado com eles alguma vez na vida. Aliás, nunca me fizeram nenhum mal. Mas o fato é que eu tenho uma certa implicância com 2 elementos do nosso lixo: CDs antigos e tampinhas de garrafa. Essas criaturas se multiplicam como se não houvesse amanhã, transbordam nas lixeiras e não casam com nenhum projeto que orne. Bom, pro meu gosto pelo menos, nunca vi até hoje um projeto de reciclagem e decoração com esses dois troços que ficasse bonito - pronto falei. Tá bom, tá bom... dá pra fazer imãs de geladeira com as tampinhas de garrafa e é uma ideia que... ZzzzZZzzzZZzzz... foi mal, me entediei por alguns instantes rs. Batido, muito batido!

Acontece que ontem, ao navegar no travesseiro (sim, ando com essa mania de ficar fuxicando fofurices decorativas no celular antes de dormir), acabei encontrando um projetinho que me fez ficar de bem com as tampinhas de garrafa:

Uma bandeja, tampinhas, cola branca e mais no quê?? Tinta em spray, claro. :) 


Basta pintar as tampinhas com a sua cor favorita, besuntar cola branca (daquelas que secam transparente) no fundo da bandeja, arrumar as tampinhas por cima e esperar secar. Depois de pronto, não custa passar uma camadinha de verniz em spray pra proteger.

Eu não sei quanto à você, mas quando bati o olho nessas fotos, logo me veio à cabeça um tampo de mesa de mosaico, todo colorido lindão.... imagina só! Dá pra fazer hein...


Tampinhas de garrafas, vamos fazer as pazes? CDs antigos, agora só falta vocês!


>> Fotos garimpadas no aplicativo Houzz para Iphone.
96

Mudanças...

04/03/12

Era uma vez um sofá - que mal acolhia uma - que ficou pequeno quando a casa virou pra 2. O sofá novo que a gente queria custava uma preciosidade, então o jeito foi fazer um. Sim, nosso sofá novo foi feito aqui, mas não por mim, não sou tão habilidosa a esse ponto! Esse foi feito pelo sogro, com essa estrutura de estrado de madeira, bem do jeito que a gente paquerava na loja, com direito a melhorias! A minha parte ficou somente com o estofado, com esses futtons que fiz do zero. Confesso, até fiquei orgulhosa do feito, mas pela primeira vez me atrevo a dizer: não tente isso em casa... rs. Dá um trabalho, mas um trabalho que cheguei a pensar que seria melhor pagar pelo caro já prontinho, é mole?

De qualquer forma, para os valentes, aí tem acrilon para rechear, MUITO acrilon pra encher, encher e continuar fofinho, brim na cor uva e botões que imitam madrepérola que vieram naquele saco de botões do lar de papelão (lembra?) pra fazer esse capitonê. Eu não sei quanto a você, mas eu sou chegada num captinonê... - aff, chegou até a rimar rs.

Nosso principal desejo era criar um sofá que pudesse abrigar a nossa baguncinhas debaixo dele. Afinal, cada espaço pra se guardar tralha num quarto-sala tem peso de ouro! Aí embaixo tem malas de câmera, lentes, maletas e até cabideiro que ainda não foi pra parede e você nem diz, né! Além disso, tinha que ser um sofá grande o bastante pra se esparramar e compacto o bastante pra não sobrar por aqui.

Mudanças à vista aqui na casinha... que se reflete não só no sofá, como nas paredes, nos objetos e no sorriso de orelha a orelha da pessoa que vos fala. :)


24

Resultado do sorteio!

02/03/12

Vamos ao resultado? Mais de 800 respostas! Não esperava mesmo! Eu não sei quanto à você, mas quando penso em sorteio, penso em... sei lá, amigo oculto... meia dúzia ou pouco mais de papeizinhos dobrados num saco de veludo, sei lá. 


Só que foram oitocentos comentários, já falei? Já? Hum. Pois fiquei aqui matutando um jeito justo de não precisar perder o dia (e o dedo) escrevendo centenas de nomes em pedacinhos de papel! E não dá... eu implico de monte com o robô que gera o número randômico. Tem coisa menos pessoal?
A regra que bolei foi: sortear data, hora e minuto do comentário! Se o horário sorteado não bater cravado, vale o horário anterior mais próximo (quem comentou antes merece, né). Então vamo que vamo! Aumente o som e boa sorte! ♥


OBS: O sorteio foi realizado na página do Casa de Colorir no Facebook. Quer ver quem participou? Vem por aqui.

OBS 2: Quase fez mandinga pra ganhar o quadro e ficou frustrado? Sério, não fica assim que você acaba comigo...
A arte da Ingrid Cisi está à venda na lojinha online que ela está montando com todo o carinho. Comprar arte é alimentar a alma, minha gente. 
34

Os 10 mandamentos - VII

01/03/12


 
Certa vez, li uma frase que nunca mais esqueci: "Decorar é espalhar sorrisos pela casa". E, pra mim, não há elemento melhor para unir as palavras "sorriso" e "casa" na mesma frase do que o tal do bom humor

E sabe do mais? Pensei cá com meus botões: seja qual for seu estilo, o seu humor acaba se colocando presente em diversos aspectos da sua personalidade - inclusive no seu jeito de decorar, já percebeu? Não? Pois deveria... :)

Vai saber... um humor mais ingênuo? Brincalhão? Ou talvez mais irônico... O estilo não passa da consequência dessa capacidade de sair plantando umas sementinhas sorridentes por aí... 







Por favor, alguém observa a mesinha de sinuca infantil, com tampo de vidro por cima? Grata. Vamos em frente.
Sabe aquele desejinho cafona que todo mundo tem pra sua casa? O meu é esse veuzinho-pousada-estou-de-férias-drink-no-abacaxi. Achei tão viável com essas barras de cortina no teto e laterais... Você tem desejinho cafona? Fiquei curiosa. :)

E o retrato dos donos na parede? Dá pra não sorrir?

Hoje tem último post do projeto do Blog Renovável. O que tem por lá? Deixei um GPS Decorativo como lembrancinha de despedida. Dá uma conferida que você vai entender. Obrigada pelos comentários lá nos posts, de coração! Muito prazeroso ver que eu conhecia quase todo mundo que tava por lá também, mesmo que só virtualmente! :)



>>Todas as fotos são do aplicativo Houzz, para Iphone e Casa Chaucha.

Fique por aqui e passeie por outras histórias. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...