Carregando...

Dálias pra toda vida (ou como desidratar flores)

05/08/2012



Qual a sua flor favorita? Já eu tenho uma queda pela dálias. As brancas então... o coração bate forte. Flores favoritas fazem um bem danado pra alma, você não acha? É só bater o olho nela que a gente sorri por dentro, pelo menos aqui é assim. Tanto que já cheguei a fazer algumas em papel e arame para tê-las sempre comigo. O passo a passo? Tem aqui.


Mas não estou aqui para falar de flores de papel, muito menos de mentira. Na semana passada completei 29 primaveras. E quando acordei, uma pequena primavera particular me aguardava na sala. Lê me deu esse buquê lindo e perfumado com flores do campo variadas. A florzinha branca que está no meio das coloridas? Sim, são as dálias brancas. :)

Mas porquê as flores não são eternas mesmo? Depois de 10 dias, murchas, já esperavam o destino quase que inevitável: o lixo. Mas não para as dálias brancas. Não dessa maneira. Não nesse domingo chuvoso. Aliás, que domingo chuvoso abençoado esse. Para um carioca, é quase que impossível não se sentir culpado em perder um dia de sol, de praia, de ar livre. Ainda mais se você tá de férias. Que pressão, gente. Tudo o que eu queria hoje era um diazinho chuvoso para jiboiar sem culpa (São Pedro, beijo procê). 

E assim foi. Do buquê que um dia foi cheio de vida, sobraram duas partes: a que foi para o lixo e a que foi para o forno. Separei as dálias brancas e resolvi desidratá-las. Como? Missão pro Google, que me mostrou as técnicas mais variadas quando perguntei: "como desidratar flores"? Entre opções com silica gel, quarto escuro e parafina, uma ganhou de lavada: a do microondas. O resultado? Fracasso total e quase desastre com vítimas. Vi a morte de perto! Subiu uma labareda (labaredinha, tá certo) de fogo dentro do micrrondas. Foi traumático, mas não o suficiente pra desistir! Somente pra entender que precisava partir para um plano B: confiar na minha intuição. E ela dizia para eu tentar o forno.

Cortei a parte do caule que estava em contato com a água do jarro, sequei os galhos com uma toalha e os coloquei no forno baixo por uma meia hora, checando a cada 10 minutos se tava tudo sobre controle. Depois de meia hora, retirei as flores, as amarrei com um pedaço de barbante e pendurei lá fora por algumas horas. Depois de bem secas, borrifei laquê de cabelo para impermeabilizar e deixá-las mais firmes.


E assim, o buquê que ganhei de presente virou enfeite pra toda a vida. 






Em tempo: não sei se essa "técnica" de assar as flores para desidratá-las funciona com todos os tipos. Mas que vale à pena testar antes de jogar as belezinhas fora, isso vale.

Ainda: no lugar do laquê de cabelo, acredito que o verniz fosco também cumpra bem o papel de proteger as flores depois de secas.

30 comentários:

  1. Já a um bom tempo eu acompanho seu blog...adorooo demais!!! Parabéns e muito e muito sucesso em tudo.
    Bjim.
    Ely Braga
    http://alemanhaeliyvoueu.blogspot.de/

    ResponderExcluir
  2. Thalita!
    Amarrar as flores em um barbante e pendurar em um cabide com as flores de cabeça para baixo também funciona, fica muito legal! Pra finalizar o spray ou o laque funcionam bem. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Dá dó mesmo qdo tem jogá-las no lixo.Procuro sempre tirar fotos para ficar registrado, além da memória, é claro.
    Gostei de usar laquê da cabelo. O negócio é experimentar mesmo.
    Valeu pela dica.
    Bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Que legal.
    De uma homenagem que voce recebeu, se fez "eternizar", para ser lembrada todos os dias.

    Beijokas
    Paula Kasas

    ResponderExcluir
  5. Poxa... queria ter feito isso com o buquê do meu casamento. Tão triste ter jogado ele fora...

    ResponderExcluir
  6. Ficaram lindas Thalita! As dálias são, realmente, flores muito delicadas e perfeitas para decorar um ambiente.
    Virginia

    ResponderExcluir
  7. Oi Thalita,como vai? achei legal a ideia de secar as flores,eu tenho umas sempre vivas que veio em um buquê que o meu filho me deu e eu as coloquei na jarra sem água e elas estão da mesma forma e já tem uns três anos, mas acho que é por causa da espécie que o nome já diz tudo né,Sempre Viva.Mas a sua e mesmo mais difícil de desidratar.Tenha uma boa semana. BJK procê

    ResponderExcluir
  8. Tu é gênia!!!! Adoro ;)

    ResponderExcluir
  9. Tu é gênia!!!! Adoro ;)

    ResponderExcluir
  10. Adorei, achei um site legal: http://bemcasadas.net/2012/06/11/como-guardar-o-seu-bouquet-de-noiva/
    Já comecei mobilizar a família para juntar as garrafas.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  11. Thalita, muito lindas as imagens que você postou. Na verdade, o post como um todo, mas a escolha das imagens deu um toque muito especial às palavras. parabéns pelo blog que, a cada dia está mais lindo... É minha primeira participação aqui.

    ResponderExcluir
  12. Amo dálias brancas tb,mas ninguém ainda tirou o lugar das peônias e dos cravos do meu coração rsrs.
    Bjksss

    ResponderExcluir
  13. Desidrato ervas (entre folhas de papel toalha) no micro ondas. Será que dá certo com flores?

    ResponderExcluir
  14. Adorei o seu blog!!! Muito bacana, vi no blog da flock tecido adesivo , passe no meu para me conhecer, tem um sorteio de uma santa customizada!
    Cimara

    ResponderExcluir
  15. Lívia Bragança6.8.12

    Olá, hoje descobri esse pequeno paraíso virtual. Tenho que agradecer por compartilhar todos esses experimentos via internet. Sempre estou de olho em sites com os conteúdos parecidos com esses, mas esse cantinho aqui é diferente! Parabéns por encantar com os conteúdos e o jeito que é exposto!!!!

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  16. A gente quer testar também!

    Beijos de bem longe!
    Michelle, Vitória y Melissa
    http://atelierdecor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Thalita,
    Amo seu blog e desde que o descobri através do Decora, estou lendo ele todinho desde o início.
    Deixei de lado até minha leitura noturna, rs. Parabéns!

    Acontece que essas flores não são mini dálias, mas sim um tipo de crisântemo, conhecido como pompom. Tem várias cores além do branco, como verde, amarelo e roxo.

    Se gosta de flores, vc precisa ir na CADEG! Vai pirar! hehehe

    Beijos e obrigada por me ensinar tanta coisa!

    ResponderExcluir
  18. Oi Thalita!!!
    Demaaais, adorei o post!!!
    Sabe o que eu já vi também? Dá para desidratar plantas verdinhas, depois que elas morrem, e depois borrifar spray verde, elas ficam lindas! Aqui onde trabalho, tem um vaso bem cheio que mistura planta de verdade com pedaços de planta usando essa técnica, eu fiquei maravilhada quando descobri!! Guardei uns pedacinhos de uma planta verdinha para desidratar mas ainda não deu tempo! Agora fiquei inspirada =)
    Beijos e obrigada!!
    Laura - www.hojetemvisita.com
    ps. hoje coloquei no blog um DIY de uma caixinha de pérolas!!! Acho que você vai gostar!!! E eu iria adorar uma visita sua por lá =)

    ResponderExcluir
  19. Lindo o blog amei muito a decoração!!!
    Estou seguindo, se puder segue o meu!

    http://alineperobello.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá amore
    tudo bem?
    venho sugerir que curta minha pagina no face
    há 4 sorteios no blog para vc participar
    e será uma honra ter sua participação!
    espero que curta e que o blog possa te dar dicas
    que realmente sejam valiosas =)
    obrigada
    super beijo♥
    www.coisasdeladdy.com
    www.facebook.com/coisasdeladdy

    ResponderExcluir
  21. Adoreiii o seu blog, PARABÉNS!! Eu adoro criar aqui em casa tbm e agora resolvi mostrar algumas coisas no meu blog. Passa lá! Bjsssss

    http://ocupadasendofabulosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Dos bouquets importantes que ganhei retirei apenas uma pétala de cada e enfiei dentro de livros que guardo com carinho. Ótima ideia, na próxima vou tentar.

    Seu texto sempre excelente!

    Bjs,

    Kaku

    ResponderExcluir
  23. Anônimo8.8.12

    olá, sou estudante de biologia e temos uma maneira de conservar as plantas, se chama EXSICATA, é uma técnica onde deixamos a planta (vale pra qualquer parte do vegetal)guardado dentro de folhas de jornal (para retirar a umidade)e prensada em uma prensa, mas pode ser em uma pilha de livros, e em alguns dias a planta estará seca e conservada para um bom tempo. Eu fiz isso para um trabalho, mas como é algo muito bonito acabei selecionando algumas para serem molduradas e expostas na minha casa.

    ResponderExcluir
  24. Maria Elisa29.11.12

    Olá, amei seu blog, estou com meu buque de casamento para desidratar, gostei das dicas que li aqui, vou tentar desidratar o meu buque.

    ResponderExcluir
  25. Gostei, mas estas branquinhas são crisântemos, pinoquio, ou como chamamos flor do campo. Tem nas cores verde e amarela, dão um efeito muito lindo nos arranjos. Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Thalita.. posso perguntar de onde é seu rack? Estou há tempos atrás do rack perfeito e gostei muito do seu :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  27. Lécia Conceição de Freitas22.7.15

    Olá, eu também gosto muito de dálias, mas prefiro as amarelas. Elas estão em minhas lembranças.Quanto às outras ideias, adorei!!! Se me permite, vou aproveitar algumas...
    Abraços, Lécia

    ResponderExcluir
  28. Aninha V. Cavalcante22.7.15

    Mary, ela mesma fez! O link do post tá aqui: http://www.casadecolorir.com.br/2011/02/antigo-novo-novo-antigo.html

    ResponderExcluir
  29. Acabei de colocar três botões de rosa no forno.... Vamos ver se dá certo. Amei a ideia!

    ResponderExcluir
  30. Ingrid Ribeiro22.7.15

    Agora tem que mudar a descrição do "A do blog". No lugar de 28, tem que ser 29 primaveras! =)

    ResponderExcluir