71

Como renovar seus móveis (sem encostar o dedo neles)

28/10/11

Sabe aquele móvel que você tá se coçando pra dar uma renovada? E aquele então que você atura, mas não se alegra? Aposto que todo mundo tem um desses em casa. Mas já sei... ele é de família, bate aquele medo de jogar uma tinta e muitos outros receios decorativos. Pois fique sabendo que dá pra dar aquele plus extra a mais nos seus móveis sem encostar um dedo sequer neles. Acha que eu tô brincando? Tô falando de mágica. Ou seria ilusão de ótica? Ah, vá...tudo a mesma coisa. 

E como estamos falando de uma senhora mágica, contamos com a ajuda do Thoni, que transformou a sala de uma amiga e cliente. Sim, por que o Thoni Litsz é arquiteto, e deu uma idéia tão pé no chão quanto encantadora, que ver só
?




Pra dar uma renovada na sala, ele resolveu trabalhar no entorno dessas belezuras de madeira que você vê aí em cima. Então xispa com os móveis daí que a parede é quem vai ganhar o trato. 

O que ele usou? Nada de tinta... só papel de presente e cola! "De uma estampa  só não se faz o patchwork" - já dizia... alguém. Por isso, uma série delas foi escolhida pra mimar os olhos de quem vai e de quem vem.

E o Thoni bem ensinou, ó. A cola é diluída em água, metade-metade e a mistura vai na parede e não no papel. Legal fazer parte por parte, pra não deixar a cola secar. Basta aplicar o papel sobre a parede e cuidar pra não dar bolha. 

Tem que ter paciência, amor e dedicação hein! Não me venha besuntar o papel de cola, tacar na parede e depois choramingar nos comentários que eu vou falar logo um "te avisei". rs





Sabe o que é bom? Passar um rolinho de espuma seco por cima, pra fixar bem e evitar as bolhas. Segura a aflição de sair metendo os dedos. Assim você evita que o papel arranhe, borre ou rasgue. Depois de tudo colado, espalhe uma camada daquela misturinha de água com cola. Depois de seca, uma camada de verniz fosco em spray pra selar de vez e proteger a parede de futuras limpezas (sim, um panininho úmido é possível e bem vindo).



E ficou assim!

A essa altura você nem deve mais lembrar do papo da mágica de mudar os móveis sem encostar o dedo blá blá bá. Tá, vai, eu que inventei essa historinha furada, mas por um motivo íntegro... é que eu senti justamente isso quando vi esse projeto do Thoni! E fiquei com isso na cabeça: como os móveis podem mudar de cara, de espírito, graças a uma nova vizinhança! Foi então que me caiu a ficha: muitas vezes, uma parede nova é o suficiente pra salvar aquele móvel da sua monotonia. Em vez de pensar em fazer algo diretamente neles, por quê não pensar em algo em volta delesA partir de hoje, com certeza, passarei a olhar mais ainda mais ao redor por aqui. :)


PS>> Descobri também que o Thoni Litsz integra o Casa Cor 2011, com um projeto que é o luxo e poder! Por lá, a elegância radiante. Por aqui, o charmoso possível. Taí! Admirei muito pela versatilidade!

5

Inspiração nossa de cada dia

24/10/11

Essa semana começou com o pé esquerdo. Descaso... o primo passivo da falta da falta de respeito. É como fazer o mal com a mão dos outros e, por isso mesmo, essas pessoas deitam a cabeça tranquilas no travesseiro. Quem sabe, até o fim do dia, esse nó na garganta desapareça. Coisa pouca, mas tão pouca, que beira aquele tipo de sofrimento de pobre-menina-rica, sabe? Mas descaso é descaso e é pauleira de engolir.

Pronto. Passou. Brigada, tô mais leve. Próximo assunto: inspiração pra essa segundona exú.

Sabe a cadeira Lucy? Pra minha alegria, os votos estão chegando e, com eles, muitos comentários e elogios! Por isso, como tô vendo que a minha "piraçãozinha" tá agradando, queria dividir aqui a minha principal inspiração pra idéia: o artista dinamarquês Olaf Hajek.

Lembra da abertura da série de TV "Afinal, o que querem as mulheres?". Não? Era uma animação dessa pintura aí do lado.

E desde que eu vi essa arte eu não sosseguei até encontrar o Olaf. Fiquei babando pelas cores, pelo traço, pela combinação de elementos. Tudo muito mágico, um delírio pros meus sentidos.


Eu não sei se você vai gostar tanto quanto eu! Mas guardo com muito carinho na lembrança cada um que me apresentou algo que eu amo muito. Você também tem isso? Por exemplo: nunca mais vou esquecer que foi meu pai quem me apresentou o Kings of Convenience. Que foi o Leandro que me fez assistir "Estamira" e minha mãe me fez gostar de comida japonesa. Por isso, se você compartilha dessa mesma maluquice, faço questão de te apresentar o Olaf Hajek. Use com sensibilidade e moderação. Quem sabe ele não te inspira tanto quanto me inspirou? :)



2

Outras casas de colorir por aí

23/10/11

Calma, calma, fica por aqui 1 minutinho... não tem post novo mas tem novidade. Atinou para as laterais do layout? É com muito orgulho que informo que, a partir de hoje, os donos de outras casas coloridas vão estar sempre por aqui. Com o tempo, vou incluindo mais fotos que chegarem - se chegarem. :)


Obrigada a todos que mandaram! Se você mandou sua foto e ela não tá aqui, me manda de novo, que eu posso não ter recebido... ui.


Não é porque é nosso filho não... mas esse não é o layout mais lindo que o Casa de Colorir já teve?
7

Banheiro de fim de semana

20/10/11

A Maria Isabel recebeu carta branca pra inventar o que bem entendesse no cafofo do amado. E foi na primeira brecha viagem do moço que ela resolveu, de uma vez por todas, tirar o banheiro dele do marasmo. A grana? Curta - bem vinda ao time. A vontade de mudar? Maior que a própria Bebel.

Só que nesses tempos de excesso de ideias e escassez de grana, a gente tem que se virar nos trinta pra tirar leite de pedra. Ou seria fazer do limão uma limonada? Olha, eu só sei que, de otimização a Bebel entende, pois em algumas horas e com alguns dinheiros, ela conseguiu revolucionar o banheiro, num projetinho que eu decidi chamar de...


Isso mesmo. Você leu certo. Revolução no banheiro, 2 materiais concretos e 1 abstrato. Exato. Um rolo de contact + tinta branca + carinho, ou capricho, cuidado...

A Bebel contou que o armário sob a pia recebeu 2 camadas de esmalte sintético fosco acetinado da Suvinil "pra dar uma clareada no espaço, já que a janela dá de fundos e não entra muita luz". Hum, tendi. Amei. Quê mais?

"Pra pintar, usei rolinho de espuma para as partes maiores e pincel para os cantinhos e detalhes." Saquei... pois eu teria feito o mesmo, sabia?

E não é que já deu outra cara? E as prateleiras, hein? Notei!


Com as prateleiras pintadas de branco, o banheiro parece estar sempre dando um longo suspiro ou tô vendo coisa? O que uma tinta branca não faz hein, guardei de lição.




É... é mesmo fácil sair da mesmice decorativa. Basta querer. E não sou eu tentando catequizar ninguém não. Tem muita gente por aí mostrando que dá, né Bebel? :)

ATUALIZAÇÃO: O povo é tão criativo, mas tão criativo, que não me deixa encerrar os posts, gente! Toda vez que eu publico uma ideia, vem uma alma iluminada e me envia um projeto tão lindo quanto. Veja se esse projeto aqui não merece três vivas?
29

Povo, votaí!

18/10/11

Foi mês passado que o convite chegou por e-mail. Era da Meu Móvel de Madeira, loja que eu já admirava de longe, paquerando os móveis encantadores e possíveis que eles vendem por lá. O convite? Ah, sim, claro: participar de uma guerra entre blogueiras para customizar essa cadeira aí do lado. Aceitei na hora, né! Mas deixa eu explicar melhor pra você entender o motivo do sorriso que não apaga do rosto.

Em primeiro lugar, eu achei esse nome "Guerra de Blogueiras" meio pesado, vá. Mas depois que conheci as minhas concorrentes, entendi que desafio, concurso, festival ou qualquer outra palavra mais levinha não ia fazer jus ao time porreta de blogueiras que estão nesse barco comigo. 

A cadeira chegou aqui em casa no fim do mês e o prazo para o embelezamento da criatura era de 15 dias. No final da brincadeira toda, a cadeira fica de presente pra cada uma. Como se não bastasse, ainda concorremos a um prêmio de 5 mil em compras na loja para a cadeira mais votada pelo povo. Confesso que demorou um pouco pra eu absorver e me empolgar com o prêmio de $$ em compras, pois a cadeira em si já foi um presente muito do amado. Maaaas, agora que eu desci pro play, quero brincar!

Você deve estar doido pra ver logo a cadeira, né? Mas eu tenho muita historinha pra contar ainda! Se você tá sem saco, vai logo pras imagens e não fala mais comigo. Mas aviso logo que tagarelar irei. Me deixa.

Quando a cadeira chegou aqui, linda e desmontada, pensei: o que fazer para embelezar uma coisa que já é linda? Sim, porque eu tô acostumada a transformar coisas do lixo, que já estão descartadas e sem salvação. O buraco é mais embaixo quando eu recebo um móvel que foi ganhador de um concurso de design. Ou seja: as pessoas que criaram essa cadeira a fizeram para que ela fosse exatamente assim, sem tirar nem por. Se fosse pra ser diferente, eles fariam. E fiquei com esse pensamento na cabeça: o que eles achariam? Será que eles vão gostar? Será que eles vão pensar que eu estraguei a criação deles? Afinal, estou metendo minhas tintas e pincéis no filho de outros pais (sim, são 4).

E foi pensando nos criadores da criatura que eu segui com a minha ideia pra cadeira. Pensei: se pelo menos os 4 votarem em mim, meu trabalho tá feito! Pois saberei que minha invenção somou à ideia deles. Por isso, pensei em uma customização que não apagasse a identidade da cadeira, suas cores, suas formas, mas sim complementasse esse trabalho já tão bem feito desses caras. 

Então vamos lá? Resolvi que não ia pintar toda a madeira, já que o trabalho dela é encantador. Então, tirei uma foto da minha própria mão, procurei umas imagens de nuvens no Gúgol e comecei a piração



Minha invenção foi batizada de "Lucy in the Sky with Diamonds" e não, eu não preciso ir pra rehab. Você já vai entender o motivo do nome.


Queria só me meter aqui rapidinho pra falar dessa tinta em spray chamada MTN 94. Ela é a primeira tinta em spray fosca com a qual trabalhei e,  posso falar? Nunca vi coisa igual!  E o cheiro da tinta ainda é de chiclete, tá bom pra você? Eu comprei a minha aqui.


Clique aqui e depois em CURTIR!
O assento recebeu um forro de renda e, pra garantir a durabilidade do ser, 4 camadas de cola branca por cima! Assim, a renda não desfia, não rasga e ainda fica com um acabamento plastificado. E pronto, minha Lucy ficou pronta! 






Taí. Essa é minha sala, minha mão e, mais importante, a minha cadeira Lucy. Se você gostou, vota em mim fazfavô. Se não gostou, vota também pra fortalecer a firma, vai. rs.

Basta clicar aqui e CURTIR a minha cadeira Lucy!
4

Sonho da Casa Própria

13/10/11


Desde que eu dei de cara com aquela cômoda transformada em mansão para gatos, uma janela se abriu na minha frente: e as casinhas dos nossos bichos, como é que ficam? Porque, num apartamento pequeno, uma caminha ou casinha pro bichinho acaba virando um trambolho no meio da sala. Mas e se a gente conseguisse incorporar essa caminha na decoração, de maneira criativa e o melhor, com o que tiver em casa?

E posso falar? Achei tanta coisa incrível web afora que eu pedi até pra minha amiga Tati Falcão fazer essa barrinha aí de cima, pra deixar tudo no capricho! Por isso, se o seu animal implora por uma caminha, mas você não quer um obstáculo a mais entre a sala e a cozinha, dá uma olhada no que uma galera esperta tem feito por aí. Depois, é só procurar ao seu redor o que pode ser reformado para que seu bichinho realize o sonho da casa própria. 







================ POST FAIXA BÔNUS =================

Eu já tinha dado esse post como encerrado. Afinal, achava eu, iludida, que já tinha bastante idéia pra gente se inspirar. Mas eis que Bruna de Alcântara comenta, assim, como quem não quer nada, que também sabe de uma "idéia legal" de casinha. Então ela esfrega na minha cara esse super-deluxe-premium-condo-dog-resort. O que esse blog entende de casinha de animais reaproveitadas depois dessa foto, me diz? Ah, e te falei que a moça do olhar apuradíssimo tem blog? Pois é. :)





3

Casa de Colorir no GNT

12/10/11

Quer ver meu post? Tá aqui.

Em climinha de estreia, acordei e fui direto pro computador dar um F5 no site do GNT. O sorriso que se abriu confirmou: sim, agora eu também estou por lá!
Sabe aqueles blogs que você sempre leu e admirou? 
Imagina ter a oportunidade de fazer parte do mesmo time que eles... pois é. :) 
A partir de hoje, o GNT conta com a seção Blogs Convidados, com posts feitos com todo o carinho por blogueiros porretas. E o Casa de Colorir tá lá no meio. O quarto-sala aqui hoje ficou pequeno pra tanta alegria. :)

PS: Mudar faz um bem danado, né? Você deve ter reparado no tesouro de cabeçalho que a minha amiga Mariana Mansur fez pra gente. Eu admiro muito o trabalho dela e pedi um header pro blog na cara de pau. Pedi ainda que ela criasse o que bem entendesse, do jeito que ela enxergava o blog. Um tempo depois, ela me aparece com essa lindeza. Quer dizer que o Casa de Colorir é assim? Então não podia ter um cabeçalho melhor. Obrigada, Mari. :)
11

Inspiração pé no chão

11/10/11


Tava demorando pra rolar um Inspira por aqui, né? Pra quem não conhece, Inspiração Pé no Chão é a seção aqui do blog onde batemos um papo sobre coisas lindas - e acessíveis - que encontramos web afora. Afinal, são tantas fotos de casas impossíveis por aí, que a gente chega até a desanimar, né?


Mas nada que um olho clínico (leia-se otimista) não resolva. A pessoa aqui adora postagens temáticas (lembra do Inspira especial quartos?). Pois sim... o Inspira de hoje será dedicado aos móveis pé no chão que ando paquerando lá no Pinterest. Simbora?



6

E blog fez 1 ano... :)

10/10/11

Pelo calendário, o blog completou 1 ano no dia 21/09. Mas, oficialmente, nosso primeiro aniversário aconteceu ontem, quando nos reunimos para comemorar nossas conquistas. Nossas? Sim, pois cada um estava ali com muito motivo pra comemorar. Teve gente que venceu a timidez, teve gente que venceu o preconceito de estreitar uma relação até então só virtual, teve gente que descobriu um talento escondido e teve até gente que redescobriu o prazer de um domingo ao ar livre.

O ponto de encontro foi marcado. Os rostos? Só conhecidos através de fotos. Mas os abraços foram apertados, como deveriam ser e os sorrisos largos, com eu tanto sonhei. 

As grandes flores de papel eram o ponto de referência pros que chegavam apreensivos, sem saber direito onde era o piquenique. O sorriso que cada um abria ao reconhecer as flores era de emocionar.

O resultado? Seis horas de piquenique, com direito a vinho branco de frente pro mar, quitutes e muitas promessas de uma segunda edição.

Até ontem, essas pessoinhas nunca tinham se visto. Hoje, são amigos que compartilharam um dia que ficou pra história. Gente do bem, empolgada, sem medo e com uma vontade em comum: ser feliz e espalhar essa felicidade!

Obrigada, do fundo do coração por tudo. Às vezes acho que nem mereço tudo isso. Mas não sou eu que tem que saber disso, é o cara lá que tá vendo. :)












 Pra quem não foi, em breve, vamos organizar uma 2a edição!
2

Como eu e você(s)

07/10/11

Eu invento moda com tintas e pincéis. Já meu pai inventa poesia com papel, caneta e um violão. Essa semana ele dedicou uma música pra mim e pro Leandro. Só que eu faço questão de dedicá-la também para todo mundo que também segue esse jeito de viver, com amor e apego pelas pequenas coisas da vida, que é o que realmente importam no fim das contas.


"Que bom seria seria se as pessoas tolas fossem leves"...



Tá demorando pra carregar. Aperta o play e vai tomar um café que vale à pena. :)

Um fim de semana leve e inspirado pra você também. Ah, e domingo tem piquenique e tá todo mundo convidado, viu? Quem for do Rio e quiser ir, tem convite aqui.


Música: Eu e você - Por Zé Mauro Carvalho.
35

E por falar em papelão...

05/10/11

Tem macho na área... com vocês, o dono da Casa de Cueca! Não entendeu? Entenda aqui.
_______________________________________________________________

Por Carlão

Depois de um tempinho atribulado e sem dar las caras por aqui, estou de volta e com uma surpresinha para me redimir!


Como eu costumo ver muitos sites, blogs e revistas de decoração junto com a namorada, sempre damos de cara com esses animais-empalhados-de-papel-art, recortados a laser e encaixados.

Pra quem quiser aderir à tal febre decorativa, dá pra achar à venda na internet, mas difícil é achar quem entregue no Brasil e, juntando com o frete, sai meio caro pro que é. Até porque, bora combinar, tem MUITO papelão por aí!


Tentei fazer eu mesmo, pedindo ajuda pra amigos que têm a manha em programas 3D. Mas não tive muito sucesso.

Eeeeeis que minha namorada volta das férias no velho continente e traz 2 kits desses, um pra mim e um pra ela (que não ia se aguentar de inveja se só eu tivesse um desses)! 

Agora temos 2 kits, novinhos em folha e queremos dividir com todo mundo :)

Como sou muito legal, antes de montar o meu, redesenhei todas as faces e montei um molde pra você recortar por cima de um papelão e montar o seu! Não é tão dificil. 



Você vai precisar de:


- 2 ou 3 caixas de papelão ou papel cartão pros sem força pra cortar (alô reciclagem, hein)
- Tesoura porreta
- Estilete do bom
- Os moldes que eu te dei de bandeja
- Tinta qualquer, ou não.
- Paciência

É só ter cuidado na hora de recortar tudo, jogar uma cor - ou algumas - por cima cima (ou não) e maaanda pra gente uma foto! 

E tem mais: quem fizer o bichinho mais maneiro vai ganhar uma impressão de um STENCIL meu! uhuuuuuuu! 

Mas deixa eu mostrar a minha versão. Ou melhor, a que eu fiz pra namorada. O dela eu pintei todo de rosa, frente e verso, e esperei secar. Com calma, dei uma olhada nas instruções de montagem, que são bem tranquilas (é só encaixar número com número) e foi. Foi pra parede do bar da casa dela!



 




Deu um clima bar-pop-texas-style.

Em breve vou pintar o meu e mostro aqui! Enquanto isso, cadê o seu? Aí do lado tem o link pra você baixar 2  tamanhos (A4 e A3). Assim, você consegue uma composição legal na parede, como a foto que tá lá em cima no começo do post.

Fique por aqui e passeie por outras histórias. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...