73

Para meninos (Como fazer uma bancada)

26/04/11

Ó só... sem som perde metade da graça. :)

32

T.P.M. - Tente Produzir Mais (Decoração com luzinhas de Natal)

19/04/11

Sabe aqueles dias em que a TPM te pega de jeito? Daqueles que você já acorda sem saco pra você mesma? Dias looongos esses... intermináveis. E a gente acaba sempre procurando uma compensação pra essa angústia toda - sem nexo, diga-se de passagem. São nesses dias de tolerância zero que a gente se mima, percebeu? Chocolate? Sapatos? Sorvete? Qual desses artifícios funciona pra você?
Como boa leonina, é claro que o meu mimo tinha que ser elevado à quinta potência: "Bombons? Não, obrigada. Eu quero é um espelho com cara de camarim, digno de uma estrela de cinema. E como eu tô sem paciência, eu quero tipo assim... meio que agora e sem gastar dinheiro. Dá pra ser?". Rá. Isso lá é pedido que se faça pra você mesma bem na sua TPM?  Boicote dos brabos...

Mas desejo é desejo... e com desejo de TPM não se brinca, todos sabem - quem não sabia não está mais aqui entre nós pra contar sua versão dos fatos. Com vocês, meu espelho de camarim improvisado. :)



Hum... sei não... eu quero mais mulherzinha, mais cuti-cuti, mais "penteadeira da bailarina". Cadê aquele espelho que tava atrás da porta? E se ele for pra cima da escrivaninha? Ah... agora sim! Minha penteadeira de fim de semana, pra me arrumar com um frufru a mais, naqueles dias em que até sua sombra é insensível com você.




Sim, isso é um farol de fusca. Lindeza essa garimpada num passeio de sábado pela feira da Praça XV. Tive que trazer 2 pra casa. Pra iluminar? A Continuação dos piscas do espelho, amontoadinhas, dentro do farol.




.:Atualização:.

Vieram me pergutar onde eu comprei esses piscas diferentes. Elementar, meu caro... "Comprar" é um verbo que está fora do radar nesse mês de IPVA. :) 
Lembra do vício dos piscas? Isso é um problema mesmo, tô começando a reconhecer... mas é que uma idéia leva a outra, que leva a outra... 
Então, sem mais enrolação, aqui não tem nada além de uva de plástico + pisca (branco dessa vez) e cola quente. Ó só:




45

Recaída (Decoração com luzes de Natal)

14/04/11

Logo depois do Natal, um senhorzinho chinês lá do Saara me ofereceu um pisca-pisca quase que de graça. "Custava tleze leais. Pla mocinha, R$2,50" - disse ele, tentado se livrar do estoque. Foi tudo muito rápido. Quando dei por mim, já estava com o pisca dentro da sacola e três lojas mais à frente, procurando idéias para enfeitá-lo. Voltei pra casa com as minhas esferas de palha pra fazer um pisca para a cozinha, lembra desse?

O processo de produção durou aproximadamente 2 horas. E foram 2 horas de uma intensa alegria e sensação de bem estar. Uma semana depois, comecei a sentir falta daquela sensação de euforia que só se sente quando você está montando seu próprio pisca, sabe? Não pensei duas vezes e voltei lá no senhor chinês:
- Oi. Mê vê mais 3 piscas, por favor?
- Pisca? Não tenho mais.
- Ahn? Como assim? Acabou?
- Sim, agola só no plóximo Natal.

Vaguei pelo Saara, ainda desnorteada, à procura de alguém que pudesse me vender um pisca. Entrava de loja em loja perguntando e a resposta era a mesma: só no Natal. Quando estava quase desistindo, o destino colocou na minha frente uma loja com uns piscas muito mal acabados e à venda por R$6. Fazer o quê, né? Quando você precisa, você paga o preço que for! Levei 4 pra casa.
Depois que você experimenta a sensação de fazer o seu pisca decorado, tudo à sua volta passa a ser um objeto em potencial para ser encaixado no dito cujo. Florzinha, bolinhas de palha, enfeites de cabelo... eu olho para umas tranqueiras e fico pensando: "hum, será que encaixa?". Até brinde de Kinder Ovo já foi cogitado.


Quando dei por mim, já estava fazendo piscas para dar de presente para amigos, só pela sensação, sabe? E ai de quem questionasse sobre o meu vício. Vício?! Que vício? Isso é artesanato! É arte! É criatividade sendo colocada em prática! E tem mais: eu paro quando quiser. Eu hein... vício... me passa um pisca, vai!
Os parentes tentaram fazer uma intervenção. O namorado deu uma idéia pra uma mesinha, a mãe deixou um saco de retalhos na porta da minha casa, a tia deu argila, miçangas e tinta. Tudo para que eu desviasse a atenção das luzinhas. E não é que funcionou? O blog seguiu em frente, com outas idéias e outros projetos. O apoio da família é importante nessas horas, né?


Eu já tinha prometido que não faria mais nenhum pisca. Estava há 62 dias sem encostar em um, vivendo um dia de cada vez. Mas aí eu me deparo com um cacho de uvas de mentira. E se você arrancar a uva do cacho, o que sobra? Essas bolinhas verdes quase transparentes aí de baixo, que já vêm com um furinho para encaixar sabe aonde? Pois é.





40

Azulejos Coloridos

12/04/11



O vídeo voltou.... :)
Ahn? Se tem passo a passo? Mas é claro! Tá bem aqui.
25

VIDE BULA (Como reformar um móvel antigo)

10/04/11

A ligação veio na segunda. Os móveis, vieram na terça. Ah, e para ficarem prontos na quinta, pela manhã.  Cheguei a te contar também que eu trabalho das 9h às 19h na agência e só teria as 2 noites depois do trabalho pra isso? Correria? Ô...  Mas pra quem se diverte com esse tipo de coisa, como eu, tudo não passou de 2 noites  normais, fazendo um projetinho ou outro, só que  com o botão de fast foward apertado [>>]
O relógio era objeto temido. A corrida contra o tempo fez com que eu evitasse ver até as horas, pra fugir do susto: “O quê? Já são isso tudo? ?”.  E só pra lembrar: além do tempo da pintura, ia ter que prever um tempo de secagem...
Tô enrolando, né? Sabia que uma hora você ia perceber. Mas é que eu to dando toda essa volta pra contar que eu não consegui fazer o passo a passo dos moveis que foram ressuscitados há 2 posts atrás. Pronto, falei!  Eu tive que correr tanto, mas tanto, que não consegui parar para fotografar cada passo.
Mas vamos combinar uma coisa? Quem realmente queria saber o passo-a-passo pra fazer igual, não vai se importar de ler um texto imenso, não é mesmo? Afinal, na falta de imagens, as palavras vão precisar fazer todo o trabalho. E se você quer tanto saber os detalhes, é porque você tem um móvel em estado terminal aí pra salvar, né?
Então, seguindo esse raciocínio, o passo-a-passo dessa vez vai ser assim: explicado tim-tim por tim-tim, num texto longo, de letra miúda. Chato, sem cor, e detalhado ao máximo, como uma bula de remédio. Se você estiver precisando muito saber a cura, você vai ler tudinho e ela vai salvar uma vida. Não a sua, mas do seu móvel.
Pra imprimir sua bula e guardar, clique na imagem abaixo que ela abre em tamanho A4 pra você imprimir na impressora de casa mesmo.

81

Estante de meia hora (Como fazer uma estante rápida)

04/04/11

Fique por aqui e passeie por outras histórias. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...