10 ideias nada bobas para quartos de adolescentes

24/05/2017

O quarto não é mais de uma criança. E ainda não chegou a hora de transformar o espaço num canto de adulto. Que fase, hein? Aquele momento em que o adolescente quer ser dono do próprio nariz e, claro, do próprio espaço. Aquela fase em que eles sabem de tudo e os pais não sabem de nada. Tudo é bobo. "Que saaaaaco!", é o mantra. Saco é você ficar aí empacado, se lamentando sem fazer nada, achando que não dá pra reverter essa situação. Eu hein. Não se aborrece não, pois aqui tem um caminho das pedras pra você seguir e ajudar deixar o espaço dessa galerinha exigente mais a cara dela. <3


1. Parede nada fofa

Tudo é fofo... flor não pode, bichinho, pior ainda. Nuvem? Fala sério. A estampa de cactos é uma ótima saída pra estampar e alegrar a parede sem receber críticas pesadas sobre essa decisão. Dá pra pintar direto sobre a parede, pra quem tiver mais habilidade. Para os mais tímidos, dá até pra fazer uns recortes com vinil adesivo preto e montar um padrão.


A inspiração da direita é da Brit.Co, mas achei vendendo aqui igualzinho, ó. Já essa da esquerda, da GoodRegards, você também já encontra prontinho aqui, que beleza. E não é jabá, viu? :)


2. Cinza é a cor da transição

Se os móveis ainda são da época de criança, com cores em tons pastel e excesso de fofura, vai de cinza escuro na parede para quebrar esse clima tão infantil. O cinza faz um contraste bem bonito com essas cores mais suaves, vai "acender" esses móveis e deixá-los menos fofos. Um tom fechado bem bonito de cinza que eu sempre indico é o "Estanho Polido" da Tintas Coral.




3. Mural de tudo

Essas grades aramadas são ótimas para serem usadas como mural. Pra pendurar fotos, bilhetinhos, coleções e outras quinquilharias afetivas. Fáceis de encontrar em lojas de materiais de construção ou de lojas de materiais para expositores. Eu compro as minhas aqui, ó.




4. Dá pra ter um balanço agora

Ninguém aqui é mais uma criança, vai. Não vai mais cair, bater com a cabeça blá blá blá. Deixa ele ter um balanço no quarto... chegou a hora. E pode servir como um bom estímulo para um cantinho da leitura, hein? Não é tão caro, você encontra em feiras de produtos artesanais aí na sua cidade e até aqui eu encontrei, olha.




5. Incentive a inspiração

Você pode incentivar seu filho a se inspirar, a buscar referências e prendê-las diretamente na parede. Recortes de livros, revistas e até impressões da internet podem virar decoração na parede, presos com fita adesiva. A regra aqui é não ter regra: é acumular, se inspirar, descobrir e, o mais importante, ir formando seus próprios gostos e referências.




6. Um empurrãozinho nos estudos é fundamental

Um cantinho arrumado, inspirador, calmo... um espaço dedicado à concentração e aos estudos pode fazer uma grande diferença no rendimento. Com uma latinha de tinta pequena você consegue demarcar essa área e... pronto! Uma cor bem aplicada para segmentar os espaços tem um poder e tanto.




7. Eles viajam

E como viajam! Essa é a fase de ganhar o mundo. De explorar. De sair dos limites do quarteirão, do bairro e alçar vôos maiores. É a hora de querer viajar, de estudar fora, de começar a criar asas! Uma decoração com mapas pode ajudar nessa viagem, mesmo que ela comece dentro do quarto, ainda no campo das ideias.




8. Cama de criança, nãaaaao.

Cama de pallets, simmmm. É barata, é facil de montar e você só precisa depois colocar um colchão em cima. Uma boa solução pra fazer aquela transição de uma caminha de criança pra uma cama de adolescente, aproveitando o próprio colchão. E depois ainda dá pra promover a cama para de casal, trazendo mais pallets para a base e mudando para um colchão maior.




9. Chega de abajurzinho

Dá pra fazer uma luminária bem legal pra decorar o quarto. E tem bastante ideia fácil, que eles mesmos podem fazer. Correr atrás do material já é pedir um pouco demais, mas que tal fornecer tudo, mostrar o passo-a-passo e deixar ele se virar? :)




10. Ou dê um pisca-pisca. Eles saberão o que fazer.

E eles são criativos. Vão inventar alguma coisa pra fazer com eles e, de quebra, deixar a iluminação do quarto mais aconchegante. Aquelas gambiarras queridinhas também estão valendo, mas consomem mais energia, né?