Carregando...

Era uma vez uma mesinha vermelha

29/06/15


Lembra dela? :) 




Sim, a mesinha vermelha. ♥ Ela foi o primeiríssimo projeto que eu fiz para a minha casinha, e para o meu blog. Eu encontrei essa mesinha na rua, destruída, e transformei ela nessa deusa vermelha aí, que me acompanhou por tanto tempo dessa forma! Essa cor já não estava mais conversando com a nova arrumação da sala. Se desfazer da mesinha? Nada disso, essa aqui vai comigo pra vida, pra onde eu for. A ideia então era começar tudo de novo, ou seja... reformá-la. 


O primeiro passo foi dar uma boa lixada para tirar o excesso de tinta e deixar a superfície lisinha para receber o primer. Como eu tenho muita preguiça de lixar e lixar, eu dou uma lixada bem de leve mesmo, até a tinta ficar toda fosca. Mas não lixo até retirar a pintura na lixa não! Tá fosco, tá bem lisinho, é hora de parar.

A outra parte da responsa pelo sucesso do acabamento eu deixo nas mãos do amigo primer. Com a ajuda de um rolinho, aplico o primer em toda a superfície. Veja que uma camadinha de nada é o suficiente. Aí é esperar secar, o que é rápido e usar a lixa já meio usada para acabar de lixar onde precisar (às vezes o primer fica em excesso, ou com marca de pincel)... não custa nada fazer esse passo de novo - e de leve - para deixar a brincadeira 100%.


Para pintar, usei tinta uma tinta acrílica que eu já tinha em casa. Pra quem não sabe, tinta acrílica é a que a gente pinta parede. Mas não é a primeira vez que eu uso para pintar madeira. Gosto do acabamento bem fosco e aderente que ela deixa. Mas você pode usar um esmalte sintético à base dágua com acabamento fosco que fica muito bom também! O esmalte também é mais fácil de se manter, pois aceita melhor um pano úmido, produto de limpeza e é mais resistente àquelas temidas marcas de copo. 

Enfim... era essa tinta, a acrílica, que tinha aqui em casa! E como eu amo muito essa cor, que é o "Lagoa Particular", fui com ela ser feliz. :)

Duas demãos de tinta, com a ajuda de um rolinho limpo e macio. Para acelelar o processo, sim, eu uso secador. Sou afobada e quero ver logo a mesa toda pronta, linda, na sala... me julguem. 



Depois, foi só trocar os puxadores. E antes mesmo que eu pudesse curtir o puxador que eu escolhi pra mesinha, eu ganhei outro mais lindo de todos, da minha cidade favorita nesse mundo, depois do Rio, claro. 





13 comentaram, comente também, vai. :)